A Fórmula 1 esteve de volta em 2018 no circuito de Albert Park, em Melbourne. A principal novidade foi sem dúvida o novo dispositivo, o ‘halo’. Criação essa que está em avaliação por parte dos pilotos.

Os treinos livres de Melbourne serviram principalmente para melhorar as afinações e os melhores métodos para ter o melhor carro possível para sábado. Liderados por Hamilton, a sessão 1 e 2, a última sessão antes da qualificação também foi intempérie, ao ser liderado pelos dois Ferraris, onde ocorreu alguma precipitação.

O tiro no escuro era deveras interessante de descobrir, a qualificação era a 1.ª de 2018, e tinha contornos que podiam surpreender. O suspense passava por saber se a Mercedes continuava na liderança partilhada com a Ferrari e ambas longe do resto do pelotão, e se teríamos uma Red Bull finalmente capaz de lutar por poles e vitórias.

Na Q1, destaque para a eliminação de dois Toro Rosso, dois Sauber Alfa Romeo e o Williams de Sirotkin. A marca Italiana está de regresso à modalidade com Ericsson e o estreante Leclerc, enquanto que é evidente o decréscimo principalmente da Williams e algum desalento da Toro Rosso, esperava-se mais.

Na Q2, é de realçar a presença dos dois McLaren, agora com motor Renault. Em rotações baixas em relação a 2017, esteve a Force India, presente também na Q2, com Ocon e e Perez a partirem de 13.º e 15.º lugar.

A luta pelo Pole Position estava guardada para a Mercedes, Ferrari, Red Bull, Renault e Haas Ferrari! Nota alta para os pilotos da Haas com motor Ferrari, que têm dado muito boas referências até ao momento. O equilíbrio ou pseudo equilíbrio estava prestes a terminar com as incertezas. Na hora de decisões, Hamilton fez uma volta canhão e conquistou a sua 73.ª Pole da carreira, deixando Kimi Raikkonen em 2.º com 6 décimos de vantagem e Vettel em 3.º lugar a fechar o pódio da qualificação do GP da Austrália. Destaque para o acidente de Bottas na primeira volta rápida logo na primeira curva, o que originou o aparecimento de bandeira vermelha. O finlandês não cronometrou qualquer tempo e partirá de 10.º posto.

Novidade é mesmo Raikkonen à frente de Vettel
Fonte: Fórmula 1

Max Verstappen partirá do 4.º lugar à frente do piloto da casa, Ricciardo em 5.º. A surpresa foi mesmo o 6.º e 7.º lugar da grelha para Magnussen e Grosjean, respectivamente, a superarem a Renault!

Quando se pensava que finalmente ia haver luta entre Hamilton, Vettel e Max, eis uma volta canhão do inglês, a não deixar qualquer dúvida. Ao que parece estamos perante uma continuação do Campeonato de Fórmula 1 de 2017.

A corrida realizar-se-á neste domingo dia 25 de Março, por volta das 6h10 hora em Portugal e terá transmissão na Sportv.

Foto de Capa: Fórmula 1

 

Comentários