Cabeçalho modalidadesParece bastante improvável, mas é verdade: Lewis Hamilton nunca tinha conquistado a pole-position no circuito de Suzuka. 71.ª da carreira, décima da temporada, o piloto inglês continua a colecionar qualificações e a cavar uma distância cada vez maior para Michael Schumacher, que até este ano era o recordista absoluto de poles.

Hamilton esperou pela Q3 para fazer um tempo que lhe garantiu não só o primeiro lugar da grelha, como o recorde de volta no Japão: 1.27.319. Valtteri Bottas classificou-se com apenas 0.332s a mais, mas foi penalizado em cinco posições por ter trocado de caixa de velocidades. Sebastian Vettel, apesar de ter sido o terceiro mais rápido, beneficia do castigo de Bottas e arranca ao lado de Hamilton. Em teoria, é uma boa oportunidade para o alemão tentar um bom começo e intrometer-se na tranquilidade do Mercedes. Mas os tempos de Lewis Hamilton e o andamento que mostrou este fim-de-semana vão tornar a tarefa de Vettel quase impossível.

Os Red Bull saem ambos da segunda linha e têm mais uma oportunidade fulcral para conquistar um pódio e, quiçá, incomodar Vettel. Ainda assim, até pelos tempos de Ricciardo e Verstappen vemos que o controlo da Mercedes em Suzuka é claramente superior àquele que vimos em Sepang na semana passada: o australiano ficou a 0.987s de Hamilton, o holandês a 1.013s.

Fonte: Mercedes-AMG Petronas Motorsport
Fonte: Mercedes-AMG Petronas Motorsport

E se o segundo carro da Mercedes foi penalizado em cinco posições, o segundo carro da Ferrari não quis ficar atrás. Kimi Raikkonen teve um acidente no último treino livre e, apesar de ter feito o sexto melhor tempo do grid, deve arrancar de décimo.

Cá mais para trás, os dois Force India conseguiram ficar nos dez primeiros e Felipe Massa também fez uma classificação notável. Fernando Alonso nem sequer queria correr – já sabia que tinha uma penalização de 35 lugares para cumprir – mas acabou por fazê-lo por, tal como disse, “querer fazer uma boa qualificação perante os adeptos da Honda”. E cumpriu. Fez o décimo melhor tempo. Vai sair de último depois das várias alterações que a Honda fez no monolugar durante a noite.

O Grande Prémio do Japão tem data marcada para amanhã, com início às seis da manhã, hora de Portugal.

 

Foto de Capa: Mercedes-AMG Petronas Motorsport

Comentários