Anterior1 de 3

A CORRIDA: E A CONSISTÊNCIA DE GASLY E LECLERC?

A Fórmula 1 está de regresso ao circuito de Zandvoort, 36 anos depois da última corrida ter ditado a vitória de Niki Lauda, em 1985. Em 2021, é Max Verstappen (Red Bull) quem vence a prova em casa, fazendo com que seja o primeiro neerlandês a conseguir tal feito em Zandvoort, e alcançando a 17.ª vitória na carreira.

Para finalizar, Lewis Hamilton (Mercedes) e Valtteri Bottas (Mercedes) acompanham no pódio, respetivamente, onde Lewis Hamilton também consegue o ponto extra da volta mais rápida, e consequentemente, o recorde de volta de pista.

Numa corrida caraterizada pelas definições de estratégias por parte das equipas, foi uma corrida sem qualquer tipo de caos associado, pois, como nos habituaram a ver nas últimas corridas, não houve bandeira vermelha, nem ocorrências de safety car. Em suma, foi um arranque tranquilo, até mais para Max Verstappen, que seguiu o caminho e liderou o total de 64 voltas da corrida, até ao final.

Anúncio Publicitário

Destaque-se, então, pela positiva, as provas de Pierre Gasly (AlphaTauri) e da Ferrari, mas mais especificamente, de Charles Leclerc (Ferrari). Estratégias acertivas de ambas as equipas, e para além disso, a consistência de ambos os pilotos que terminaram nos lugares onde começaram, quarto e quinto lugar, respetivamente.

Por fim, Fernando Alonso (Alpine) levou a melhor sobre Carlos Sainz (Ferrari) mesmo no final da corrida, deixando o piloto espanhol em sexto lugar, e o piloto da Ferrari em sétimo. Destaque para Sergio Pérez (Red Bull), pois numa corrida complicada para o piloto mexicano – desde arrancar da pit lane, até à paragem precoce – consegue ficar no top 10, no oitavo lugar. Esteban Ocon (Alpine) e Lando Norris (McLaren) concluem os lugares pontuáveis, em nono e décimo lugar.

No que concerne a prova, não foi uma prova caótica, mas sim emotiva, principalmente para os fãs de «laranja» que esperaram para ver Max Verstappen triunfar em casa, e assim o fez, passando para a frente do Campeonato de Pilotos.

Depois do GP da Bélgica, que apenas teve três voltas atrás do Safety Car, vamos ser honestos, uma corrida caótica era tudo o que menos se queria, portanto, diria que o GP dos Países Baixos fez jus às expetativas.

Foto de Capa: Red Bull Racing

Anterior1 de 3

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome