Cabeçalho modalidadesDepois de há 15 dias Lewis Hamilton ter assumido a liderança do campeonato em Itália pela primeira vez este ano, e de tornar o campeonato ainda mais acesso e um dos mais quentes dos últimos anos, o circuito citadino de Singapura era o ideal para Vettel e Ferrari voltarem à carga e a máxima força. O inglês saiu de casa da Ferrari na liderança do campeonato, e apesar dos restantes circuitos na teoria favorecerem a equipa alemã, a Ferrari já demonstrou inúmeras vezes este ano, de que, a teoria pouco ou nada é relevante. Hamilton lidera apenas com mais 3 pontos que Vettel.

Os treinos livres deste Grande Prémio de Singapura que é realizado na parte da noite, foram todos liderados pela Red Bull, ainda que com uma pequena margem face à Ferrari. Destaque ainda para a Mercedes que nunca se conseguiu impor perante este domínio, a ter bastantes dificuldades em acompanhar os homens da frente. Ao que tudo indicava e seguindo as classificações, podia-se concluir que algo estava mal na Ferrari ou então era jogo escondido.

Vettel optou por realizar simulações de corrida, quer com pneus soft quer com super soft, daí que os treinos livres nunca podem ser levados em conta, sobretudo a nível de tempos. Ricciardo e Verstappen justificavam porquê que a Red Bull tem asas, pois Singapura é um circuito citadino com muitas curvas e poucas rectas, e este tipo de traçado favorece os motores com maior aerodinâmica e menor velocidade de ponta. Contrariamente, a Mercedes encontrava-se com muitas dificuldades de adaptação, ainda que os resultados abafassem esse facto, a verdade é que os germânicos estavam fora da luta pela Pole Position desde início.

Em relação à qualificação, os pilotos eliminados quer na Q1 quer na Q2, foram como sempre, a Sauber, a Haas, e as restantes são as que têm unidades motrizes Mercedes, ou seja, a Williams e a Force India. Destaque para a Mclaren, conseguiu colocar os dois carros na Q3, o que há uns meses atrás era impensável! Na luta dos 10 mais rápidos, Hulkenberg da Renault e Carlos Sainz da Toro Rosso a serem os outsiders dos crónicos da frente. Nota para um facto no mínimo curioso, tanto Vettel como Raikkonen fizeram praticamente os mesmos tempos na Q1 e Q2, quase até nas milésimas!

Verstappen a criar uma imagem espectacular com o seu Red Bull Fonte: Fórmula 1
Verstappen a criar uma imagem espectacular com o seu Red Bull
Fonte: Fórmula 1

Qualificação marcada pelo equilíbrio entre Ferrari e Red Bull, com a Mercedes a assistir de longe a sentir-se impotente. Quando se pensava que a Pole e respectiva primeira linha seriam para os homens da Red Bull, eis que sai um coelho da cartola para o alemão da Ferrari. Quando teve que realizar voltas rápidas, realizou-as de forma implacável. Os tempos de Vettel eram inalcançáveis, Red Bull e Mercedes nada podiam fazer para contrariar este cenário.

Anúncio Publicitário

Ainda assim, Verstappen irá partir ao lado de Vettel, e Ricciardo em 3º, parte à frente do finlandês da Ferrari. Longe dos lugares da frente e sem poder de impulsão, Hamilton parte do 5º posto e Bottas da 6ª posição. Na liga dos outros, Hulkenberg conseguiu obter o 7º, Alonso o 8º e Vandoorne o 9º, com Sainz a fechar o Top-10.

O campeonato está cada vez mais equilibrado e ao rubro, a juntar-se à festa neste Grande Prémio temos a Red Bull, que está claramente superior à Mercedes em todos os níveis. A Ferrari pode aspirar da corrida de Singapura uma vitória e talvez uma dobradinha, mas mais importante do que isso, é puder contar com a Red Bull para ganhar mais pontos a Hamilton e à Mercedes. Certamente que teremos um campeão do mundo apenas em Abu Dhabi.
A Mclaren no circuito citadino está com um bom ritmo e dada a qualificação, pode muito bem surpreender tudo e todos, e talvez obter o melhor resultado da época. Será interessante ver uma Ferrari a voar e uma Red Bull a acompanhar o voo, e uma Mercedes que nunca desistirá mas a sensação que pode reinar na box germânica era a de deixar as flechas de prata penduradas para a Malásia.

Sebastian Vettel fez 2 voltas canhões, esmagou a concorrência, contrariou as previsões, superou as expectativas, não deu as mínimas hipóteses, e pode contar com a Red Bull para ganhar mais pontos a Hamilton, que partirá de 5º lugar.

A corrida de Singapura está marcada para as 13h em Portugal Continental e tem transmissão na RTL e na Sportv5.

Foto de Capa: Fórmula 1