Cabeçalho modalidades

Fim-de-semana perfeito para Lewis Hamilton! O Inglês conquistou a sua 6ª Pole Position consecutiva, a 54ª vitória da carreira e a 5ª na China. Depois de uma sexta-feira praticamente sem treinos livres, a qualificação demonstrou mais uma vez que o equilíbrio entre a Ferrari e a Mercedes era enorme e destacado, deixando água na boca para uma corrida que se adivinhava à chuva.

Pode-se dizer que não foi uma vitória fácil para o piloto da Mercedes. Partiu em 1º lugar e dele nunca mais saiu. No entanto, o início de corrida foi bastante atribulado, com a saída de pista e respectivo abandono de Lance Stroll da Williams, “entrou” em pista o Safety Car Virtual, o que fez com que muitos pilotos aproveitassem para mudar de pneus.

A pista estava molhada mas rapidamente secou. Logo de seguida, duas voltas depois, o Safety Car entrou mesmo em pista, devido ao acidente de Giovinazzi num Sauber. Sebastian Vettel era o mais prejudicado, e de 2º passava para 6º lugar, contrariamente a Max Verstappen, que partindo do 16º posto, à 11ª volta já era 2º classificado.

Com estas peripécias todas, Lewis Hamilton ganhava confortavelmente tempo aos rivais e conseguia uma margem que permitia gerir a corrida a seu belo prazer.
Sebastian Vettel fez uma corrida bastante boa, de trás para a frente. Começando pelos maus-timings do Safety Car, o alemão da Ferrari, com um óptimo andamento, perdeu tempo atrás dos Red Bull e de Kimi Raikkonen mas, ao fim de poucas voltas, conseguiu ultrapassar com sucesso. Porém, o Mercedes nº44 já estava quase a 10 segundos.

Destaque ainda para o piloto holandês da Red Bull, que conseguiu suster nas últimas voltas o seu companheiro de equipa, numa luta interessante pela última posição do pódio.

No final da 1ª volta previa-se uma luta intensa entre Hamilton e Vettel Fonte: Motorsport
No final da 1ª volta previa-se uma luta intensa entre Hamilton e Vettel
Fonte: Motorsport

Kimi Raikkonen mais uma vez volta a não estar no seu melhor nível, queixando-se constantemente durante toda a corrida da falta de potência do seu Ferrari à saída das curvas. Ainda assim, alcançou o 5º lugar, à frente de Valtteri Bottas em 6º. Depois de uma saída de pista no início da corrida, também o Finlandês a fazer uma corrida de trás para a frente.

Quem continua na mó de baixo e sem ver uma luz ao fundo do túnel é a Mclaren, nem Vandoorne nem Alonso terminaram a prova.

Se uma das dúvidas para este Grande Prémio era precisamente saber se iria haver muitas ultrapassagens, penso que ficou claro: Shanghai é uma pista mais larga, mais ampla, com mais pontos de ultrapassagens, e hoje assistimos a lutas bastante interessantes e emotivas, poucas, é um facto, mas paulatinamente, a emoção voltará à ribalta.

Contudo, fica a dúvida no ar de que se não fossem as intervenções do Safety Car, a corrida iria ser bastante diferente, e Vettel podia ter saído com uma vitória. Prova disso mesmo são os apenas 6 segundos de diferença para o 1º lugar.

Na China voltámos a assistir a uma corrida mais estratégica do que emotiva e, se Vettel venceu na Austrália, beneficiando de Hamilton ter ficado bloqueado atrás de Verstappen, hoje os papéis inverteram-se, mas apenas com uma diferença: o alemão conseguiu ultrapassar em pista, o inglês não.

Prevê-se um campeonato muito intenso entre Vettel e Hamilton, Ferrari e Mercedes, onde os papéis de 2º piloto vão ser cada vez mais fulcrais e determinantes, fazendo relembrar um pouco as batalhas dos anos de 2007 e 2008, curiosamente na altura, entre Ferrari e Mclaren.

Vettel e Hamilton estão empatados no campeonato com 43 pontos, e em terceiro está Verstappen com 25. Nos Construtores, a Mercedes lidera com 66 pontos, mais 1 que a Ferrari que tem 65.
O próximo Grande Prémio é no Bahrain, de 14 a 16 de Abril.

Comentários