cab desportos motorizados

Este sábado, dia 28, realizou-se o segundo Grande Prémio do Mundial 2015 da Fórmula 1. Com Sepang, na Malásia, como pano de fundo, Vettel quebrou o jejum de quase 2 anos da Ferrari e bateu categoricamente os Mercedes de Hamilton e Rosberg. Mas já lá vamos.

Lewis Hamilton conseguiu a pole-position, mais uma vez, mas, ao contrário do que havia acontecido na Austrália, os Mercedes não partiram juntos da primeira linha; Vettel conseguiu o segundo melhor tempo, à frente de Rosberg, com apenas mais 0.074s do que o britânico. Ficava bem claro o aviso de Vettel: desta vez as coisas podiam não ser tão simples para Hamilton.

Passando à corrida, Vettel ganhou, como já nos habituou, graças à brilhante estratégia de paragens nas boxes. O despiste de um carro da Sauber logo na quarta volta decidiu a corrida, com os dois Mercedes a pararem para mudar de pneus e Vettel a assumir o controlo da prova. O alemão não voltou a deixar que os Mercedes se aproximassem, e geriu a liderança até à bandeira axadrezada. Vettel cala assim todos aqueles que o acusavam de se ter iludido com o “sonho Ferrari” e mostra que tem mérito e talento para chegar longe com o carro vermelho. Está agora a apenas três pontos do primeiro lugar na classificação, ocupado por Lewis Hamilton.

mariana capa
Vettel em grande na Malásia: o fim de um longo jejum

Numa visão mais geral da prova, fica a excelente prestação de Max Verstappen (Toro Rosso), que se tornou o piloto mais jovem de sempre a pontuar. Com 17 anos e 5 meses, o holandês ainda nem tem idade para tirar a carta de condução mas já faz furor nas pistas internacionais.

Mais uma vez, Button desaponta: o piloto da McLaren abandonou a prova, depois do último lugar na Austrália. O seu companheiro de equipa Fernando Alonso, no regresso à competição, seguiu-lhe as pisadas e também não terminou a prova. A McLaren tem muito a melhorar se quiser ultrapassar o autêntico pesadelo que foi este arranque.

Parabéns, Vettel! Está apresentado o verdadeiro oponente à Mercedes. A Ferrari está de volta, e ainda bem para os fãs de F1. A competição volta dia 12 de Abril, com o GP da China.

Fotos: Facebook Scuderia Ferrari

Comentários