A expectativa é grande. A introdução do ‘halo’ é a grande novidade deste ano. O regresso da Alfa Romeo com motor Ferrari, a Mclaren mudou da Honda para a Renault, e as três equipas da frente mantiveram os seus pilotos.

Foram quatro dias de testes em Barcelona. Pode se dizer que teve de tudo, até neve! 
A tendência no primeiro tiro de 2018 revela que a Mercedes mantém-se na frente, com maior performance aquando de pneus médios. Contrariamente, a Ferrari a dar-se bastante melhor com pneus soft. Tudo idêntico a 2017. Mercedes é o alvo a abater juntamente com a Ferrari. Prevê-se uma luta novamente entre Hamilton e Vettel, mas ainda é cedo para tirar conclusões.

A Mclaren foi a novidade, através de Vandoorne, ao conquistar o 3º melhor tempo no computo geral desta primeira semana de treinos, ainda que com pneus hypersoft. Em relação à Red Bull, o monolugar austríaco revelou-se eficaz com pneus médios, ainda que bastante longe dos lugares cimeiros.

Os destaques positivos vão para os ‘outsiders’, os chamados dos outros sem serem os que lutam pelo título, nomeadamente para a Mclaren, Haas e Renault. Alonso rodou no máximo e até mesmo no dia em que nevou na Catalunha foi o único a sair para a pista! Hulkenberg da Renault e Vandoorne da Mclaren também estiveram bastante activos. O motor Renault parece estar a ser bem desenvolvido, pelo menos é mais eficaz que o motor Honda.

Os críticos dizem que 2018 ou vai ou racha, em termos de produtividade e atractividade
Fonte: Fórmula 1

Os destaques negativos vão para Force India e Sauber. Para quem no ano passado andava a lutar pelos lugares seguintes ao pódio, 2018 não começa da melhor maneira. Os homens da Alfa Romeo Sauber que este ano regressaram após interregno de mais de 30 anos, o trabalho espera-se árduo e competitivo, com muitas noites sem dormir.

Anúncio Publicitário

A Mercedes e Ferrari continuam com altos desempenhos. Correm o risco de andarem sozinhos na frente a discutir o título. A Mclaren promete surpreender e a Red Bull é uma incógnita. Em 2018, surpresa até ao momento, só mesmo o “halo”.

Foto de Capa: Fórmula 1

Comentários