O Campeonato Mundial de Superbikes regressou e a ronda asiática da Tailândia deu-nos dois vencedores diferentes: o tricampeão mundial Jonathan Rea (Kawasaki) e Chaz Davies (Ducati).

Para esta segunda ronda, Marco Melandri liderava o campeonato, após duas vitórias na primeira ronda que ocorreu na Austrália. Esperava mais do piloto italiano, mas um oitavo e um sétimo posto foi o melhor que o “canguru” italiano conseguiu fazer este fim-de-semana.

Na primeira corrida, Rea, que partiu da pole position, ainda teve luta do seu colega de equipa, Tom Skykes, e do piloto da Honda, Leon Camier. Mas, após três voltas, o campeão começou a fazer o que faz melhor: distanciar-se e controlar a corrida por completo. Na luta pelo segundo lugar, Xavi Fores e Leon Camier estiveram sempre próximos um do outro, mas uma curva mais larga por parte de ambos viu Fores saltar para segundo e Camier a ter que se defender do quarto classificado, Chaz Davies.

O piloto da máquina italiana batalhou com o seu amigo até à penúltima volta, ultrapassando-o e conseguindo assegurar mais um pódio para a marca italiana. A Honda, com este quarto lugar, consegue cada vez mais mostrar o seu potencial pelas mãos de Camier, já que o seu colega, o americano Jake Gagne, continua a habituar-se ao ritmo do mundial de Superbikes (Gagne acabou em décimo sétimo). Tom Skykes, na segunda Kawasaki, teve uma corrida de frente para trás (tem nos habituado a esta “estratégia” pouco produtiva…). Começou bem e depois foi caindo posições até terminar em sexto.

Anúncio Publicitário
Xavi Fores continua a impressionar na Ducati privada da equipa Barni
Fonte: Fédération Internationale de Motocyclisme

Na segunda corrida, a Yamaha de Alex Lowes e de Michael van der Mark seguraram a frente da grelha de partida. Nas primeiras voltas, os pilotos da máquina nipónica distanciaram-se um pouco. Atrás deles vinha uma “matilha” de pilotos esfomeados. Num movimento espetacular, Davies passou para terceiro e começou a perseguir os dois “fugitivos”. A quinze voltas do fim passou Lowes e acabou por apanhar van der Mark.