Anterior2 de 2Próximo

No último dia de rali, a primeira especial foi cancelada. Assim, Lukyanuk ganhou duas especias, elevando mais a sua vantagem para o segundo classificado que acabou sendo Basso, que ficou a 7.5s do cometa russo. A terceira posição foi disputada entre o italiano Andreucci e o polaco Grzegorz Gryb, o pódio acabando por sorrir ao polaco. Destaque para o regresso de Chris Ingram após doença. O britânico conseguiu pela primeira vez uma vitória à geral numa especial com o Skoda Fabia R5 da 11 Degrees.

As categorias da FIA ERC Junior U28 e U27 voltaram a figurar no campeonato. Nos U28 a vitória foi para o alemão Fabien Kreim, segundo de Chris Ingram e Fredrik Ahlin, todos a tripular o Skoda Fabia R5.

Fabien Kreim venceu na categoria de U28. O campeão alemão de asfaslto levou a melhor sobre o retornado Chris Ingram
Fonte: FIA

Nos U27 a grande ausência foi a do português Diogo Gago. Apesar de estar inscrito para este rali, os patrocinadores do português acharam melhor a campanha na Peugeot Rally Ibérica, onde se correu o Rally do Ferrol, onde o português conseguiu um segundo lugar. Assim, como Diogo Gago estava inscrito nas duas competições, acabou por, primeiro, ser penalizado em 39 pontos pelo colégio de comissários do ERC. Gago recorreu da decisão e viu reduzida a sua pena, de 39 pontos para 10 pontos, ficando em pena suspensa uma reincidência do piloto português. Assim sendo, Gago perdeu a liderança dos U27, já que em Roma quem ganhou foi Martins Sesks, em Opel Adam R2, seguido de Tom Kristensson em máquina semelhante e por fim Éfren Llarena em Peugeot 208 R2.

Martin Sesk levou o Opel Adam R2 à vitória nos U27 ultrapassando o português Diogo Gago na classificação do europeu
Fonte: FIA

A próxima ronda do FIA ERC está marcada para agosto, nos dias 24 a 26, na República Checa. Ficamos à espera que Bruno Magalhães e Hugo Magalhães recuperam a liderança do campeonato e que Aloísio Monteiro tenha mais sorte do que teve em Roma.

Foto de Capa: FIA ERC

Anterior2 de 2Próximo

Comentários