Anúncio Publicitário
Anterior1 de 3

A ANTEVISÃO: EM PORTUGAL, JÁ TEREMOS CAMPEÃO?

O MotoGP está, pela segunda vez consecutiva, no circuito Ricardo Tormo, em Valência, onde se corre o Grande Prémio de Valência. Se, na semana passada, Joan Mir deu um passo muito importante em direção à conquista do título, hoje, a situação não foi a mesma. Mir arranca da 12º posição, enquanto a pole position ficou para Franco Morbidelli.


Mir precisa de terminar no pódio para garantir o título de 2020, enquanto que uma vitória para Morbidelli é só suficiente para o manter na contenda. Isto, claro, se Mir não terminar acima do 11º lugar. Mas a sorte de Mir é que tanto Fabio Quartararo como Maverick Vinales também não estiveram melhor na qualificação.

Anúncio Publicitário

Enquanto Morbidelli rubricava a segunda pole position da sua carreria, Quartararo tinha imensas dificuldades, colocando a sua M1 na 11º posição. Vinales fez melhor, ao colocar a M1 na sexta posição, mas, tal como Mir e Quartararo, vai partir do meio do pelotão, o que pode complicar as coisas, com a probabilidade de quedas a aumentar.

Interessante perceber que, nas posições da frente, as máquinas de 2019 dominaram. Morbidelli, Takaaki Nakagami (que, pela terceira fez, coloca-se na linha da frente) e Johann Zarco levaram todos chassis do ano passado à primeira, terceira e quarta posição, respetivamente. Na primeira fila da grelha, Jack Miller também esteve bem com a segunda posição.

Na KTM, ainda se viram as três primeiras posições ocupadas pelas motos austríacas, mas a melhor acabou por ser Pol Espargaró, na quinta posição. O seu colega de equipa, Brad Binder, terminou a qualificação na nona posição. Já Miguel Oliveira, mais uma vez sozinho na KTM Tech3, devido ao teste positivo à COVID-19 de Iker Lecuona, parte da décima posição para este Grande Prémio.

Cal Crutchlow (direita) confirmou que esta é a última temporada completa no MotoGP. Em 2021, substitui Jorge Lorenzo como piloto de teste da Yamaha
Fonte: MotoGP

Pior do que Joan Mir ficou Alex Rins. O outro piloto da Suzuki está na terceira posição do campeonato, a 37 pontos de Mir, tendo apenas qualificado na quinta fila da grelha de partida de amanhã. O espanhol da Suzuki não teve sorte em Valência. Tendo que ir à Q1, ainda conseguiu ter um bom ritmo, mas a chuva que molhou um pouco a pista nessa sessão não abonou, e o 14º lugar foi o melhor que conseguiu.

Amanhã é a primeira de duas finais. Joan Mir parte na liderança, com 37 pontos de vantagem para Quartaro e Rins, e Vinales a 41. Todos os pretendentes ao maior prémio saem do meio do pelotão, portanto, a emoção vai estar garantida!

Foto De Capa: Petronas SRT

Anterior1 de 3

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome