GP São Marino: Duelo de italianos sorri a Bagnaia

    modalidades cabeçalho

    A CORRIDA: ADEUS DE ANDREA DOVIZIOSO COM VITÓRIA DE BAGNAIA

    O início deste Grande Prémio foi muito atribulado e algo desconcertante, com bandeiras amarelas no primeiro setor, segundos após o início de corrida, devido a uma queda envolvendo três pilotos, sendo eles Johann Zarco, Pirro e Pol Espargaró.

    Após terminarem a primeira volta e quando estava a ser exibida a repetição do momento do triplo abandono, foi a vez do líder de corrida Jack Miller cair, seguido de Marco Bezzecchi, com bandeiras amarelas a serem exibidas no segundo e terceiro setores, na curva dez.

    Quem aproveitou o erro de Miller foi Enea Bastianini que por pouco não perdeu a frente da moto também.

    Franco Morbidelli e Fabio Di Giannantoni caíram ambos na curva quatro, numa altura em que tendo apenas decorrido três voltas, já seis pilotos tinham caído, sendo que no caso de Bezzechi e Di Giannantonio conseguiram voltar à pista, assumindo as últimas duas posições.

    Francesco Bagnaia assumiu a primeira posição após ultrapassar Bastianini, voltando a Ducati a ter um piloto na frente de corrida depois do erro de Miller.

    Luca Marini depois dum sólido sétimo posto na grelha de partida, foi fintando a confusão até chegar a quarto, à espreita de voltar a subir ao pódio.

    O ritmo foi se mantendo intenso numa corrida complicada para o campeão mundial em título Fabio Quartararo que procurava atingir mais um pódio para se distanciar ainda mais dos restantes pilotos, tarefa essa que não se revelou nada fácil porque apesar dos seus continuados esforços o piloto gaulês não parecia conseguir reduzir a desvantagem de um segundo para o primeiro lugar.

    Ao longo do GP foram sendo distribuídos avisos de long lap penalties a quase todos os pilotos incluindo a Miguel Oliveira que chegou mesmo a ser penalizado.

    Bagnaia e Bastianini cruzaram a meta quase roda com roda, sendo que a vitória sorriu ao homem da Ducati Lenovo Team, conquistando assim a sua quarta vitória consecutiva, nesta que é a sua melhor fase da temporada.

    O pódio ficou assim composto por Bagnaia, Bastianini e Viñales, enquanto o piloto português Miguel Oliveira perdeu a décima posição ao cumprir a long lap penalty, concluindo a prova em décimo primeiro.

    Uma nota especial de destaque para Andrea Dovizioso que fez hoje a última corrida da sua carreira, mais um grande piloto que abandona os asfaltos da categoria rainha de motociclismo.

     

    PILOTO DO DIA

    Luca Marini – O piloto italiano teve uma prestação bastante sólida, subindo de sétimo para quarto lugar e ficando fora do pódio por pouco.

     

    DESILUSÃO DO DIA

    Jack Miller – Depois de conquistar a pole position, era um dos principais candidatos a levar a vitória neste circuito de Misano, não tendo conseguido fazê-lo mais uma vez.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Marchesín irá parar por largos meses devido a lesão

    Agustín Marchesín sofreu uma grave lesão, que o irá...

    Bielsa pediu salário astronómico para assumir seleção

    Marcelo Bielsa terá pedido um valor elevadíssimo de salário...

    As 5 principais transferências no Futebol Internacional

    Ao todo, na janela de transferências que agora encerrou,...

    João Cancelo foi tema na conferência de Guardiola

    João Cancelo abandonou o Manchester City neste mercado, rumando...

    Guarda-redes alemão que defrontou Sporting renova até 2026

    Kevin Trapp, guarda redes do Eintracht Frankfurt, renovou o...
    Henrique Conceição
    Henrique Conceiçãohttp://www.bolanarede.pt
    O Henrique adora ver futebol, seja o tradicional futebol de 11, futebol de praia, futsal ou até uma simples peladinha entre amadores.
    Bola na Rede