SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Valência

GP Valência: Grazie, Val4ntin6 Rossi!

A CORRIDA: PÓDIO SÓ DE DUCATI MARCA FINAL DE CARREIRA DE ROSSI

Chegado o último Grande Prémio da temporada de MotoGP, em Valência, todas as atenções encontravam-se viradas para a lenda do motociclismo Valentino Rossi, o icónico 46.

Um pouco à imagem do que tinha acontecido nos GPs anteriores o arranque da corrida contou com a dupla campeã de construtores, Pecco Bagnaia e Jack Miller, sendo que o piloto que arrancou de primeiro foi o rookie espanhol Jorge Martin da Pramac Racing, como já não acontecia há algum tempo.

O “Falcão” da Charneca conseguiu um arranque fortíssimo e em pouco tempo escalou cinco posições, passando de vigésimo para décimo quinto.

Ao passar pela curva número seis no segundo setor, o nipónico Takaaki Nakagami perdeu a frente da sua moto, o que levou à sua queda e consequente abandono com a habitual sinalização de bandeiras amarelas.

O mesmo aconteceu com Alex Rins que vinha a rodar em alta velocidade no terceiro lugar para manter contacto com as duas Ducati e acabou por cair, desta feita na curva seis do mesmo setor.

Mudança na frente a doze voltas do término da corrida na entrada para a reta da meta, quando Pecco Bagnaia efetua uma ultrapassagem por dentro com sucesso, deixando Jorge Martin para trás e logo de seguida estabeleceu um recorde de volta em pista duns magníficos 1:31:42.

A corrida foi se mantendo a um ritmo constante sem mudanças de posição, com todos os pilotos a manter o ritmo de rodagem e a corrida terminou com um pódio total de motos da Ducati, que se mantiveram fugidas das restantes.

O prémio de rookie do ano foi entregue como já era de esperar ao espanhol Jorge Martin, que ao longo da temporada conquistou algumas poles e venceu o GP da Estíria.

O doutor Valentino Rossi terminou o seu último GP da carreira na décima posição e no final começaram as várias celebrações planeadas para celebrar a ocasião.

Em nome de todos os amantes de MotoGP, GRAZIE, VALE!

Foto de Capa: MotoGP