Este fim-de-semana, a caravana do MotoGP segue para Jerez de la Frontera para iniciar uma série de corridas nos traçados europeus.

No decorrer da conferência de imprensa na passada quinta-feira, quando questionados acerca do que esperavam da corrida as respostas coincidiam. O facto de a pista ter novo asfalto faz com que a prestação seja uma verdadeira incógnita até começarem os primeiros treinos livres. 

Os pilotos presentes na conferência de imprensa mostraram-se entusiasmados com a prova no circuito espanhol. Um deles foi Marc Marquez (Repsol Honda Team) que, depois de a sua sorte no COTA (Circuito of the Americas) ter chegado ao fim, dará tudo para vencer em Jerez, tal como aconteceu no ano passado. No entanto, mesmo tendo saído derrotado, o campeão do mundo desceu ao quarto lugar da tabela a apenas 9 pontos do líder, Andrea Dovizioso (Mission Winnow Ducati). O italiano tem tido pouca sorte em anos anteriores no circuito de Jerez e não está com uma vantagem confortável. 

Com apenas três pontos de diferença, em segundo no campeonato, está Valentino Rossi (Monster Energy Yamaha MotoGP). O italiano mostrou-se confiante depois dos bons resultados nas corridas anteriores. Porém, tal como o próprio já tinha dito, só se irá perceber a real evolução da mota desde o ano passado quando experimentar a pista de Jerez. Isto, porque Rossi não tem tido os melhores resultados no traçado espanhol.

Em terceiro no campeonato está Alex Rins (Suzuki Ecstar), vencedor da corrida anterior em que aproveitou a queda de Marquez para marcar terreno e conseguir a sua primeira vitória na classe rainha. O espanhol está em boa forma mas a sua sorte em Jerez não te sido a melhor, apesar de o circuito se adequar ao seu estilo de condução. No ano passado não terminou a corrida e no anterior faltou devido a uma lesão. No entanto, em testes, os seus resultados têm sido muito positivos neste circuito e tudo leva a crer que estará na luta pelo pódio.

Apesar de não ter estado presente na conferência de imprensa, Jorge Lorenzo (Repsol Honda) é a grande incógnita deste fim-de-semana. As suas lesões não o têm deixado mostrar as suas capacidades, mas o espanhol acredita que em Jerez as coisas vão correr de forma diferente.

Jorge Lorenzo na sessão de treinos livres
Fonte: MotoGP

No entanto, no MotoGP, pode-se esperar de tudo. Agora, depois dos primeiros treinos livres e da qualificação, já possível verificar que alguns pontos interessantes que podem ajudar a imaginar qual será o rumo que a corrida irá tomar. 

Marquez dominou três das quatro sessões de treinos livres e esteve prestes a conseguir a pole position. No final da sessão de qualificação, foi surpreendido pelo ritmo de Franco Morbidelli (que viria a ser segundo) e do rookie Fabio Quartararo, ambos da Petronas Yamaha SRT. O jovem piloto de apenas 20 anos bateu tudo e todos quando arrancou o melhor tempo a Marc Marquez, que viria a ser terceiro. Apesar disto, este último continua a ser um dos grandes candidatos à vitória em Jerez. 

Franco Morbidelli vai sair do segundo lugar da grelha de partida, ao lado do colega de equipa, Fabio Quartararo
Fonte: MotoGP

Lorenzo apresentou-se em boa forma mas teve azar no final da sessão. Sofreu uma queda e acabou por perder os últimos minutos da qualificação, acabando por ficar em 11.º lugar, mas nada está perdido.

Quanto a Valentino Rossi, os receios confirmaram-se e os resultados não estiveram à altura das provas anteriores. O piloto da Yamaha falhou o Q2 e vai sair da 13.ª linha da grelha de partida. 

Tudo está em aberto no campeonato e na corrida. Dito isto, teremos de esperar pelas 13h00 para saber se Marc Marquez irá regressar à liderança do campeonato ou se teremos mais um vencedor inesperado.

Foto de Capa: MotoGP

Comentários