Anterior1 de 3

A CORRIDA: E VÃO 11 VITÓRIAS CONSECUTIVAS PARA MÁRQUEZ EM SACHENRING

Que emocionante este grande prémio da Alemanha. Quase que tivemos uma flag to flag race, onde a chuva tentou dar o ar da sua graça numa mistura frenética com o calor que se fez sentir no Circuito de Sachsenring. E 581 dias depois, Marc Márquez voltou ao lugar mais alto do pódio, somando a 11.ª vitória consecutiva em solo alemão. Já o português Miguel Oliveira conquistou o terceiro pódio consecutivo.

Há tanto para dizer sobre este grande prémio da Alemanha. Podemos começar pela vitória histórica de Marc Márquez que regressou ao lugar mais alto do pódio, depois de ter estado afastado do asfalto durante o último ano. Uma vitória com muito significado, não só para o espanhol, mas também para a Honda.

A verdade é que o circuito de Sachsenring é, talvez, a pista onde Márquez se sente mais confortável. Vimo-lo durante todo o fim de semana e a vitória deste domingo confirmou o domínio do piloto da Honda no circuito alemão.

Depois de um arranque canhão, um pequeno toque a Quartararo e uma ultrapassagem a Aleix Espargaró, Márquez cimentou a sua posição no primeiro lugar e nunca mais de lá saiu. Quem é o rei de Sachsenring, quem é? Exatamente. 11 vitórias consecutivas.

Anúncio Publicitário

Se tudo pareceu fácil para Márquez, a verdade é que não o foi. E muito se deve a Miguel Oliveira – que apesar de ter saído da 6.ª posição, conseguiu com alguma facilidade e engenho chegar ao terceiro posto, e depois ao segundo lugar que manteve até ao final da prova. Com este resultado, o português fixa-se no sétimo lugar da classificação geral com 74 pontos.

O falcão de Almada impôs o seu ritmo, tentou ir atrás do piloto da Honda que fez uma corrida muito ao seu estilo: fugiu e geriu a prova em seu favor. A verdade é que o português era mais forte no sector 2 e 3, mas depois parecia perder algum ritmo no primeiro sector e Márquez acabou por conseguir aguentar a pressão de Oliveira.

No entanto, Oliveira não conseguiu chegar perto o suficiente do espanhol para tentar uma ultrapassagem. E não há nada mais inteligente do que aceitar um segundo lugar, amealhar 20 pontos e carimbar o terceiro pódio consecutivo.

Fabio Quartararo falhou a pole position, mas levou um terceiro lugar neste grande prémio da Alemanha depois de ter andado, novamente, a correr atrás do prejuízo já que foi engolido por vários pilotos logo no arranque, sofrendo aquele pequeno toque de Marc Márquez. Mas novamente muito inteligente o piloto da Yamaha no que às contas do campeonato diz respeito, já que continua líder com 131 pontos.

Anterior1 de 3

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome