Anterior1 de 3

A CORRIDA: O HINO AUSTRALIANO TOCA EM JEREZ

As luzes apagaram-se e a quarta corrida do ano da categoria MotoGP, o GP Espanha, começou. Desta vez, foi o Circuito do Jerez a receber os 22 melhores pilotos do mundo na modalidade. Durante a qualificação, Fabio Quartararo foi o mais rápido e garantiu o lugar na pole position e, este domingo, não vacilou e acabou por vencer.

Na partida, Jack Miller voou e conseguiu a liderança. Atrás do australiano, rodaram Morbidelli e Bagnaia, aproveitando a largada menos conseguida do francês. Esta grelha durou poucas voltas, visto que o piloto da Yamaha foi, aos poucos, ultrapassando os três da frente e voltou à liderança.

Anúncio Publicitário

As primeiras voltas ao circuito foram marcadas por algumas quedas. Brad Binder (por duas vezes), Álex Rins e Andrea Bastianini sentiram o solo e ficaram de fora das decisões. Depois de uma fase mais difícil, o asfalto aqueceu com as lutas dos lugares cimeiros da classificação.

Quando parecia que o líder, Fabio Quartararo, estava confortável, a incerteza de um vencedor invadiu Jerez. O francês começou a perder tempo e, sem surpresas, Jack Miller aproveitou e passou para a frente da corrida. Como uma bola de neve, Quartararo caiu para as últimas posições devido a problemas nos pneus. No final, terminou em 13.º e perdeu a liderança do campeonato.

Quem tinha razões para sorrir era a Ducati, com o primeiro e o segundo classificados a sair das suas fileiras. Quando a bandeira de xadrez saiu do paddock, o pódio escreveu-se em italiano e com um vencedor australiano. Jack Miller venceu, seguido do colega de equipa, Francesco Bagnaia e, a fechar o pódio, ficou Franco Morbidelli.

Miguel Oliveira terminou em 11.º lugar depois de partir de 16.º. Assim, o português aproveitou as oportunidades que lhe foram dadas para subir na classificação. Na classificação geral, o falcão de Almada ocupa o 17.º posto com nove pontos conquistados nas primeiras quatro etapas.

As malas da MotoGP agora seguem para o novo destino. No dia 16 de maio, o icónico circuito de Le Mans recebe a quinta etapa do Campeonato do Mundo. O líder mudou e, mais que nunca, esperam-se corridas com emoção e muita tensão entre os pilotos.

Foto de Capa: Ducati Corse

Anterior1 de 3

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome