O grande prémio de Valência fica marcado, não pela vitória de Marc Márquez e o título da Honda, mas sim pelo adeus do espanhol Jorge Lorenzo.

O piloto da Honda despediu-se hoje do mundial de motociclismo, depois de uma época para esquecer. E aqui, tal como disse Lorenzo, se não lutas pela vitória é difícil manter a motivação. O espanhol sai pela porta grande e com o bolso cheio de títulos. Foi um prazer ver-te correr, Lorenzo. O mundial fica mais pobre.

Mas voltemos à corrida. Jack Miller arrancou a primeira posição assim que as luzes se apagaram, mas foi ultrapassado por Fabio Quartararo, enquanto Rins, Dovizioso e Márquez fechavam o top 5.

Anúncio Publicitário

Quartararo estava determinado a vencer a sua primeira corrida na categoria rainha e quando Márquez chegou a segundo, já Quartararo estava isolado na frente com sete décimas de vantagem, mas o francês acabou por perder terreno para Márquez, que estava empenhado em vencer a derradeira prova do campeonato.

Márquez fechou a temporada com chave de ouro
Fonte: MotoGP

A 21 voltas do final, Márquez mostrava-se paciente mas com o alvo definido: o francês Fabio Quartararo, que acabou por ultrapassar na curva 11. Depois desta manobra apertada, Márquez meteu gás na sua Honda e tentou isolar-se na liderança da prova. A 15 voltas do final, já o espanhol tinha sete décimas de vantagem sobre Quartararo e não parecia abrandar o ritmo.

Jorge Lorenzo continuava nos lugares habituais desta temporada: em 14.º.

A quatro voltas do final, Márquez continuava imparável na frente e já tinha mais de um segundo de vantagem sobre os rivais que mais uma vez pareciam não ter armas para lutar contra o espanhol da Honda que queria terminar a temporada com chave de ouro.

Com o campeonato definido, a corrida no Circuito Ricardo Tormo estava demasiado morna e aborrecida… Há meses que não víamos uma prova tão pouco emocionante.

Depois da ultrapassagem de Márquez a Quartararo, o vencedor e o pódio acabaram por ficar definidos e sem grandes surpresas até ao final. Miller fechou o pódio, com Márquez na primeira posição seguido de Quartararo.

A última corrida merecia mais emoção, mas acaba por ser um clássico de fim de temporada. A Honda acabou por conquistar o mundial de equipas, fazendo assim o triplete esta época.

Jorge Lorenzo despediu-se hoje do asfalto e do mundial de motociclismo
Fonte: MotoGP

Já Jorge Lorenzo despediu-se do mundial de motociclismo no décimo terceiro lugar. No entanto, sai pela porta grande e com o respeito de todos os colegas e de todos os apaixonados por este desporto.