cab desportos motorizados

Arranca este fim-de-semana o primeiro Grande Prémio de MotoGP em solo europeu, depois das corridas no Qatar, Austin e Argentina. Três provas com muita adrenalina e emoção. E vencedores improváveis.

Jerez de la Frontera recebe pela 29.ª vez o Mundial de motociclismo, num fim-de-semana cheio de história e com Valentino Rossi como protagonista. Não esquecendo, claro, os outros rivais: Jorge Lorenzo, Marc Marquez e Andrea Dovizioso.

O italiano chega ao circuito andaluz como líder do mundial, após ter vencido no Qatar, ter alcançado o terceiro lugar em Austin e ter voltado a vencer na Argentina, numa clara demonstração de determinação e de que aos 36 anos de idade ainda consegue ser o «Il Doctore» de outros tempos. E o Mundial agradece esse regresso.

Numa clara demonstração de determinação e de que aos 36 anos de idade ainda consegue ser o «Il Doctore» de outros tempos Fonte: facebook.com/yamaharacingcom
Numa clara demonstração de determinação e de que aos 36 anos de idade ainda consegue ser o «Il Doctore» de outros tempos
Fonte: Facebook da Yamaha Racing

Valentino Rossi, à semelhança de Jorge Lorenzo, recebeu durante a semana uma estrela no passeio da fama do circuito espanhol, que é um dos palcos onde registou mais vitórias na classe rainha: 2001, 2002, 2003, 2005, 2007, 2009. Esta última ocorreu no ano em que «Il doctore» alcançou o seu último título mundial. Só no circuito de Mugello – situado perto da terra natal do italiano –, registou mais vitórias do que Jerez. Foram sete no total. Para além das vitórias, o italiano pode chegar ao pódio número 200, se ficar entre os três primeiros classificados. Aliás, se alcançar esse feito será a primeira vez, em 67 anos de história do Mundial de MotoGP, que um piloto alcança 200 pódios entre as três categorias.

A partir de 2009, as vitórias no circuito andaluz repartiram-se entre Jorge Lorenzo (2010, 2011), Dani Pedrosa (2013), Marc Marquez (2014) e o retirado Casey Stoner (2012). Contudo, deste grupo só Jorge Lorenzo e Marc Marquez se mostram competitivos esta temporada, sendo que o piloto da Yamaha Movistar tem registado melhores resultados. Já Dani Pedrosa anunciou, recentemente, que se iria retirar do Mundial para recuperar de uma lesão antiga, e não marcará presença na corrida de domingo.

Por ser líder do campeonato e pelo seu historial no circuito, o «Il Doctore» é o favorito à vitória no domingo. Contudo, e como sabemos, o Mundial já demonstrou nem sempre corresponder aos favoritismos antecipados. Deste modo, não nos podemos esquecer dos já citados Jorge Lorenzo, Marc Marquez e Andrea Dovizioso.

“Amo Jerez”, confessou Valentino Rossi Fonte: es.eurosport.yahoo.com
“Amo Jerez”, confessou Valentino Rossi
Fonte: es.eurosport.yahoo.com

Andrea Dovizioso, que comanda a máquina da Ducati, tem-se mostrado bastante competitivo e alcançou bons resultados nos três Grandes Prémios anteriores. Aliás, este início de temporada quase faz-nos recordar os tempos em que Casey Stoner brilhava aos comandos da Ducati. Jorge Lorenzo, por outro lado, tem-se mostrado mais forte depois da última temporada, que foi, a nível de resultados, algo desastrosa.

Marc Marquez, piloto da Honda Repsol e actual bicampeão da classe rainha, chega a Jerez depois de uma queda no Grande Prémio da Argentina, após um violento toque com Rossi. O espanhol diz não estar em guerra com o italiano, mas a verdade é que após a corrida, no circuito de Termas del Río Hondo, teceu duras críticas a «Il Doctore», quando os únicos culpados da queda de Marquez foram ele mesmo, o seu incessante desejo de vencer e a agressividade que lhe é conhecida.

A corrida começa às 13h00 (hora de Lisboa).

Foto de Capa: Moto GP

Comentários