Anterior2 de 2Próximo

Depois de as palavras de Oliveira terem saído na imprensa, teve início a troca de palavras com a equipa. Depois de o anúncio ter sido feito em Motegi, o patrão da KTM respondeu ao piloto numa entrevista ao site do MotoGP, garantindo que Miguel disse durante esta época que não queria ocupar o lugar de Johann Zarco.

Dito isto, parecem ter ficado algumas pontas soltas dentro da equipa pois, a versão da KTM em nada se compara à do português, visto que afirmam ter sido ele o primeiro a ser questionado acerca da possibilidade de substituir Zarco.

O Miguel teve a oportunidade de se assumir, de mudar de lugar, e a sua resposta foi clara, ele disse que preferia ficar onde estava, com o seu chefe de equipa. Era feliz lá“, disse Mike Litner (KTM). As palavras do patrão da KTM foram corroboradas pelo chefe da equipa da RedBull KTM Tech 3. “Segundo me disseram, porque eu não estive lá, em Misano a KTM, representada pelo Mike Leitner e pelo Pit Beirer, teve uma reunião com o Miguel Oliveira e perguntaram-lhe: ‘no caso de precisarmos de alguém para substituir o Johann Zarco, estás disponível?’ Depois disseram-me que o Miguel teria dito que se tivesse os mesmos meios técnicos, que preferia ficar na Tech3“, contou, por sua vez, Hervé Poncharal.

Visto desta forma, a decisão de permanecer na equipa onde está foi do próprio Miguel Oliveira. “Foi uma escolha dele. A KTM já disse que no próximo ano toda a gente vai ter os mesmos meios, com a mesma evolução e as mesmas especificações. Eles gostam e confiam nele. Está com eles desde o Moto3, esteve no Moto2 e não há motivos para que façam alguma coisa que possa ferir a carreira do Miguel“.

Miguel Oliveira está com a KTM desde que chegou ao Moto3, subindo até à categoria máxima: o MotoGP
Fonte: RedBull KTM Ajo

A época aproxima-se do final e os fantasmas de Oliveira parecem ainda não ter desaparecido. Depois de uma queda na corrida anterior na Austrália, Miguel ficou de fora da qualificação e da corrida. Este fim-de-semana, a caravana do MotoGP segue para a Malásia e foi ontem anunciado que o piloto poderia regressar à pista. Porém, as más notícias chegaram hoje, depois da primeira sessão treinos livres. As lesões que susteve na mão e no pulso não lhe permitem participar nesta penúltima ronda do campeonato.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: MotoGP

Anterior2 de 2Próximo

Comentários