cab desportos motorizados

Depois da corrida no circuito de Aragón, ganha pelo espanhol Jorge Lorenzo, o Mundial de Motociclismo deslocou-se, este fim-de-semana, ao Japão, naquela que é a primeira de três provas no continente asiático.

O duelo entre o veterano Rossi e Lorenzo era a atração do grande prémio do Japão, e toda a gente esperava que a vitória se decidisse entre os dois companheiros de equipa, visto que estão ambos a disputar o título mundial.

Em Motegi e no dia em que se criou a hashtag #RossiVsLorenzo, que será usada até ao final da presente época, quem ganhou foi Dani Pedrosa, numa clara demonstração do quão imprevisível é o Mundial. Foi uma vitória moral para o piloto da Honda Repsol, que já não ganhava desde o grande prémio da República Checa do ano passado.

O espanhol Jorge Lorenzo liderou a corrida desde a primeira volta e tentou distanciar-se dos seus rivais directos. Tanto Valentino Rossi como Dani Pedrosa foram aumentando o seu ritmo ao longo da corrida, e Jorge Lorenzo dava sinais de não conseguir acompanhá-los. O espanhol da Honda, depois de estar confortavelmente na segunda posição, atacou Lorenzo, que não teve argumentos para lutar face-a-face com Dani Pedrosa.

Anúncio Publicitário

Outro dos protagonistas deste fim-de-semana foi a chuva que caiu durante toda a manhã de domingo e que condicionou, de alguma forma, a escolha dos pneus a utilizar. Aliás, foram os pneus que ditaram as diferenças entre os três pilotos da frente. E Dani Pedrosa soube aproveitar com mestria as falhas dos pilotos da Yamaha e cruzar a linha de meta em primeiro lugar.

"(…)no dia em que se criou a hashtag #RossiVsLorenzo quem ganhou foi Dani Pedrosa" Fonte: Facebook piloto
“(…) no dia em que se criou a hashtag #RossiVsLorenzo quem ganhou foi Dani Pedrosa”
Fonte: Facebook de Dani Pedrosa

Com esta vitória, Dani Pedrosa provou aos críticos o porquê de continuar a ser aposta por parte da Honda. Apesar de não ser um dos pilotos que mais vitórias têm conquistado nos últimos tempos, o espanhol continua a incutir no seio da equipa Honda uma enorme consistência de pilotagem e continua a ser o piloto com maior número de vitórias da marca japonesa. Aliás, era importante que um dos pilotos da Honda ganhasse na casa da marca, e, visto que Marc Marquez está longe de igualar a época passada, Dani Pedrosa chegou, mostrou serviço e provou que podem contar com ele.

A quatro corridas do final do campeonato, a disputa pelo título mundial ficou restringida ao duelo Rossi x Lorenzo, já que Marc Marquez, ao terminar a corrida em quarto lugar, ficou completamente afastado das contas do título.

Este grande prémio ficou, também, marcado por mais um pódio para o piloto português Miguel Oliveira, na categoria de moto3, que conseguiu assim alcançar o terceiro lugar na classificação geral do mundial.

A próxima prova é já no próximo fim-de-semana, em Philip Island, e prevê-se mais um episódio da batalha Rossi x Lorenzo.

Fonte foto de capa: Facebook MotoGP