Ah! Quem não tinha saudades de ver Portugal nas bocas do Mundo? Para os adeptos de automobilismo este ano de 2020, para além de ficar marcado pela pandemia de COVID-19, ficará certamente na memória por trazer a Portugal o mundial de Fórmula 1, mas também o de MotoGP! É verdade. O Autódromo Internacional do Algarve (AIA) já era uma possibilidade para a Dorna Sports, organizadora do mundial, e estava em “banho maria” à espera de ser chamado para que as duas rodas do MotoGP viessem novamente a terras lusas.

Oito anos depois, os maiores nomes do MotoGP voltam-se a reunir em Portugal e a possibilidade de haver fãs nas bancadas (tal como na Fórmula 1) voltou a criar o “pânico” no site do AIA. No primeiro dia de vendas, houve locais ao longo da pista que esgotaram, inclusive. O público português terá assim a oportunidade de mostrar a sua paixão pelo Desporto Motorizado, mais uma vez.

Quem também está contente é Miguel Oliveira e não é para mais. O piloto português da KTM Tech 3 está de volta a Portugal e logo para correr na categoria rainha. É o “sonho tornado realidade”, não só para o piloto, mas para os adeptos portugueses que esperam por este momento há algum tempo. Contudo, não esqueceu de relembrar a todos que é, na sua opinião, “um dos traçados mais desafiantes do mundo”.

Portimão receberá, pela primeira vez, o mundial de MotoGP, de 20 a 22 de novembro deste ano. Porém, a história do Mundial em duas rodas em terras portuguesas já existe desde 2000. Por isso, vamos agora reavivar a memória para alguns momentos interessantes que aconteceram no circuito do Estoril, o único circuito até 2020 a receber as provas de MotoGP, e olhar para factos que vão ainda acontecer.

Anúncio Publicitário