Com a vitória frente a Donald Cerrone no UFC 238 Tony Ferguson praticamente garantiu uma chance pelo título de peso-leve. Escrevo praticamente porque no UFC nada é certo. Será que está destinado que Ferguson nunca vai ter a oportunidade de ser campeão linear? Ou será que à quinta é de vez?

Depois de ter vencido Rafael dos Anjos na Fight Night 98, Tony Ferguson garantiu uma luta de título a outubro de 2017. O combate era pelo cinturão interino porque o campeão linear, Conor McGregor, tinha acabado de perder contra Floyd Mayweather em agosto do mesmo ano.

Ferguson sagrou-se campeão interino ao vencer Kevin Lee no UFC 216 por submissão via triângulo. Com a indefinição se McGregor iria voltar a combater ou não, o UFC marcou uma luta entre Tony e Khabib Nurmagomedov pelo título linear no UFC 223.

Tony Ferguson com o cinturão interino de peso-leve
Fonte: UFC

Destino?

Na semana do UFC 223 Ferguson tropeçou nuns cabos de televisão e lesionou-se no joelho. Consequentemente o combate foi desmarcado. No mesmo evento Khabib acabou por se tornar campeão. Parecia que estava destinado que Ferguson não iria ter uma oportunidade de ser campeão linear: foram precisas 9 vitórias seguidas para Ferguson, finalmente, ter uma oportunidade pelo título e mesmo assim foi interino. Quando surge a oportunidade de lutar pelo título “a sério” lesiona-se de forma inusual.

Mas desistir não faz parte do dicionário de Ferguson. Regressou e venceu de forma brutal Anthony Pettis e Donald Cerrone, ambos por paragens dos médicos.

À quinta será de vez?

Khabib Nurmagomedov tem uma defesa de título marcada para setembro frente a Dustin Poirier. O russo e Ferguson têm uma história interessante: já tiveram lutas marcadas quatro vezes, mas nunca se enfrentaram.

A primeira foi no TUF 22 Finale em 2015. Nurmagomedov lesionou-se no joelho e o combate foi desmarcado. No UFC on Fox 18 em 2016 Ferguson não pôde combater devido a um problema nos pulmões. No UFC 209 em 2017 Khabib teve problemas no corte de peso e esteve mesmo hospitalizado. No UFC 223 a história já foi contada.

Ferguson é, provavelmente, o próximo candidato ao título de peso-leve. São 12 vitórias seguidas e performances espetaculares. Caso Khabib consiga defender o seu título em setembro pode ser que à quinta seja de vez e finalmente veremos estes dois a lutar.

Porquê finalmente?

Ferguson é provavelmente o pior match up para Khabib. O russo é muito forte a levar o combate para o chão e a estar por cima do adversário a atirar muitos golpes. É esse massacre a chave para o sucesso dele.

O interessante é que Tony é muito forte no jogo de chão. Tem um jiu-jitsu muito técnico e bem trabalhado, e é muito eficaz a combater com as costas no chão (posição da maioria dos adversários de Khabib).

Ferguson também é um striker diferente dos outros. Atira golpes pouco ortodoxos, de vários ângulos, e aguenta levar com muitas pancadas (recordo o combate com Lando Vannata).

Espero que possamos ver Khabib vs Ferguson de uma vez por todas. A nível de estilos é dos combates mais entusiasmantes a serem feitos. A história que estes dois atletas protagonizam pede um final violento. Feliz, mas violento.

Foto de Capa: UFC

Comentários