O movimento #SpeakingOut tem trazido à luz diversos casos de violência, assédio e abusos sexuais que envolvem vários lutadores e personalidades ligados ao mundo do wrestling. Nos últimos dias, são muitas as pessoas que ganharam a coragem de denunciarem situações inaceitáveis às quais foram submetidas.

Tudo começou no passado dia 17 de junho, quando David Starr, um lutador conhecido no circuito independente, foi acusado pela ex-namorada, Victoria, de a ter enganado e abusado sexualmente durante a relação.

O lutador publicou um comunicado no qual respondeu à acusação, admitindo ter enganado muitas das suas namoradas e que tal se devia a problemas psicológicos e traumas de infância e terminou pedindo desculpa a cinco ex-namoradas. Noutro comunicado, o lutador confessou ter cometido abusos sexuais, mas, em sua defesa, afirma não saber que a relação não era consensual. Entretanto, a sua conta de Twitter foi apagada.

As reacções não se fizeram esperar e muitas das empresas nas quais Starr trabalhava (e onde detinha alguns títulos) revelaram que deixarão de contar com o seu contributo no futuro.

Anúncio Publicitário

Mas o que parecia ser um caso isolado despoletou diversas acusações de comportamentos semelhantes, direccionadas a várias personalidades de wrestling. Os nomes mais sonantes envolvidos são os de Velveteen Dream, Matt Riddle, Jack Gallagher, Jordan Devlin, Jim Cornette, Jimmy Havoc, Travis Banks, entre outros.

Começando pelos lutadores da WWE, Matt Riddle foi acusado pela lutadora independente Candy Cartwright, que revelou que, numa viagem de carro, o atual membro do SmackDown lhe pediu para fazer sexo. Esta recusou e Riddle terá colocado a mão no pescoço da lutadora e perguntado “e se eu te obrigasse?”. Cartwright acabou por lhe fazer sexo oral e confessou ter-se sentido humilhada.

Matt Riddle estreou-se recentemente na WWE Smackdown!
Fonte: WWE

A resposta de Riddle não se fez demorar, publicando um comunicado do seu advogado no qual a acusação é negada.

Jordan Devlin também foi acusado, para além de traição, de violência doméstica. A acusadora – Hannah Francesca – partilhou fotos de ferimentos que terão sido provocados pelo ex-NXT Cruiserweight Champion. Devlin já reagiu, negando todas as acusações.

Velveteen Dream, por seu lado, foi acusado de assédio sexual a menores. Não é a primeira vez que o lutador do NXT é alvo de acusações deste género, mas nenhuma das anteriores foi comprovada.

Neste caso, várias pessoas estão a acusar Dream de formar amizades com jovens fãs aspirantes a serem lutadores de wrestling, fazer videochamadas e depois pedir-lhes para tirarem a sua roupa com o pretexto de ver o seu progresso.

Jack Gallagher também foi acusado de violação e, no seu caso, a WWE não perdeu tempo e despediu-o imediatamente e apagou qualquer registo seu da história da empresa.

Jim Cornette foi um dos casos mais chocantes. Vários lutadores acusaram-no de, aquando da sua actividade enquanto dono da OVW, obrigar talentos a fazerem sexo com a sua esposa para terem melhores hipóteses de ganharem títulos. Cornette e a sua mulher Stacy negam estas acusações, mas são muitos os lutadores que as fazem.

Já Travis Banks, do NXT UK, foi acusado de, durante um ano, ter mantido uma relação secreta com a lutadora Millie McKenzie, treze anos mais nova que Banks e que na altura dos acontecimentos tinha dezassete. Esta acusou-o de a ter traído, muitas vezes à sua frente, o que, nas suas palavras, impactou negativamente a sua saúde mental e autoconfiança.

Em relação a todas as acusações, a WWE emitiu um comunicado no qual afirmava ser contra qualquer tipo de ações deste género e que, quando um lutador for acusado por má conduta, o seu contrato será cancelado e o lutador despedido.

Também a AEW não ficou imune a este movimento. Jimmy Havoc foi acusado por Rebecca Crow, sua ex-namorada, que revelou na sua conta Twitter ter sofrido diversos abusos verbais e mentais, culpando Havoc de, entre outras coisas, lhe ter dito que tinha vontade de se suicidar por sua causa. A empresa de Tony Khan reagiu, afirmando que, de momento, Havoc irá fazer reabilitação para recuperar da sua dependência de álcool e que só depois a sua posição na empresa será avaliada.

Este movimento abalou por completo o mundo do wrestling. Infelizmente, casos de abuso verbal e sexual continuam a ser comuns em qualquer lugar e somente uma justiça punidora e justa poderá começar a diminuir o seu número de vítimas.

Comentários