Anterior1 de 3Próximo

Minutos depois da surpreendente derrota da Espanha contra o Senegal por 3-2, Portugal não vacilou e derrotou o Japão por 4-2 na segunda jornada do Mundialito. Desta forma, a seleção portuguesa encara o derradeiro dia de competição isolada com seis pontos somados, estando em excelente posição para conquistar mais uma edição deste mítico torneio de Futebol de Praia, que se disputa pela primeira vez na Nazaré.

O Japão entrou no jogo de forma bastante perigosa e logo no primeiro lance da partida Yamauchi rematou forte ao lado da baliza lusa. Portugal tentou responder de imediato, mas André Lourenço e Madjer viram as suas tentativas serem bloqueadas pela defesa nipónica.

Com o passar dos minutos, a seleção portuguesa, mais metódica, procurava construir lances de perigo. Porém, acabou por quase ser o Japão a inaugurar o marcador. Remate do meio da rua de Ozu Moreira e Andrade, com uma excelente estirada, negou o golo ao capitão adversário. Momentos depois, foi a vez de Coimbra tentar a sua sorte desde muito longe, mas Terukina travou o remate do defesa português.

Portugal estava melhor, mas sem conseguir ser muito perigoso. A exceção à regra foi uma bela movimentação ofensiva que permitiu a Belchior visar a baliza do Japão em boas condições. No entanto, Terukina fez uma boa mancha e impediu a abertura do marcador. Com maior ou menor dificuldade, a seleção portuguesa carregou à procura do primeiro tento da tarde, mas foi mesmo o Japão, num lance bastante caricato e com muita sorte à mistura, a fazer o 1-0 por intermédio de Ozu Moreira.

Terminado o primeiro período, o Japão vencia, surpreendentemente, Portugal por 1-0. Nuns doze minutos iniciais onde pouco mais fez do que estar na expetativa, obrigar Andrade uma tremenda defesa e à espera de um erro da formação lusa, foi na sequência de uma jogada estranha que chegou à vantagem. Os comandados de Mário Narciso tiveram sempre o controlo do jogo, mas faltou criar mais jogadas de finalização.

Coimbra viu um cartão vermelho direto no segundo período e não vai defrontar a Espanha no derradeiro jogo do Mundialito
fonte: Nazaré Beach Events

A segunda parte teve um início morno, sem que nenhuma das equipas conseguisse chegar à baliza adversária com muito perigo. Portugal continuava a deter as rédeas do encontro, mas era o Japão quem estava mais perto de voltar a marcar, tendo disposto de uma excelente oportunidade para fazer o segundo. Contudo, o remate de Yamauchi passou por cima da baliza de Andrade. Pouco depois, no seguimento de uma bela movimentação ofensiva da seleção nacional, Jordan rematou enrolado, mas conseguiu marcar, visto que Terukina estava muito fora dos postes.

No retomar da partida, Coimbra acabou por ver um cartão vermelho direto por ter impedido o Japão de repor a vantagem no marcador. Na respetiva grande penalidade, Ozu Moreira rematou forte e assinou o 2-1. Volvidos alguns instantes, Takaaki ganhou algum espaço e rematou, mas Andrade impediu o terceiro. Passados alguns segundos, foi a fez de Portugal usufruir de uma grande penalidade em virtude de uma falta de Ozu Moreira sobre Belchior. O número dez da seleção portuguesa ganhou muito balanço e com um remate forte e fez o 2-2, restabelecendo a igualdade.

O novo empate deu maior alento à formação portuguesa e num momento de muito alta pressão, Jordan antecipou-se a Terukina e tentou aproveitar o facto de a baliza japonesa estar deserta. Todavia, o remate do nazareno não levou a direção desejada.

A cerca de três minutos e meio do fim dos segundos doze minutos de jogo, Andrade lançou a bola rapidamente para Madjer e o capitão português, aproveitando o facto de Terukina estar muito adiantado no areal do estádio do Viveiro, penteou o esférico para o fundo das redes nipónicas. Já dentro do último minuto antes de uma nova pausa, Jordan dispôs de um livre em boa posição, mas viu Terukina negar-lhe o golo.

Finalizado o segundo período, o marcador já apresentava um resultado mais normal, com Portugal a bater o Japão por 3-2. Vantagem que demonstrava a ligeira superioridade da equipa das quinas nos areais da Nazaré, numa partida muito marcada pelo equilíbrio e poucas oportunidades de golo.

Na sequência deste corte/assistência de Torres que Von fez o 4-2
Fonte: Nazaré Beach Events

Os derradeiros doze minutos tiveram um arranque equilibrado, bem ao jeito do que havia sido a partida até então, sendo que somente aos vinte e sete minutos de jogo, Portugal conseguiu criar perigo na sequência de um pontapé de bicicleta de Belchior que passou ao lado da baliza de Terukina.

O fim do encontro aproximava-se a passos largos, mas nem Portugal, que continuava a controlar o jogo, conseguia criar espaços na defesa japonesa ou o Japão, quando em posse, jogar de maneira próxima e que permitisse criar perigo para as redes lusas. Somente a cerca de quatro minutos do fim, no seguimento de um corte/assistência de Bruno Torres, Von virou-se rapidamente para a baliza de Terukina, rematou rasteiro e apontou o 4-2. Pouco depois, Torres quase entregou o “ouro ao bandido” com um atraso algo curto, mas Andrade conseguiu resolver o lance.

A faltarem vinte nove segundos para o fim, o Japão beneficiou de um livre em posição frontal à baliza de Andrade, mas o remate forte e cruzado de Ozu Moreira passou ao lado das redes portuguesas.

Concluído o terceiro período, Portugal confirmou a sua segunda vitória na edição de 2019 do Mundialito de Futebol de Praia, tendo derrotado o Japão por 4-2. Partida de serviços mínimos por parte da seleção comandada por Mário Narciso, mas onde o essencial foi alcançado, ou seja, a conquista dos três pontos.

Assim, a uma jornada do final do Mundialito, Portugal lidera a competição com seis pontos somados, contra os três da Espanha, que na primeira partida desta quarta-feira foi surpreendida pelo Senegal, tendo sido derrotada por 3-2. Desta maneira, a seleção africana encosta à “La Roja” na terceira posição com três pontos, sendo o Japão o “lanterna vermelha” sem qualquer ponto conquistado.

Amanhã, o calendário da 23ª edição do Mundialito de Futebol de Praia é o seguinte:

17h00: Japão vs Senegal

18h30: Portugal vs Espanha

Os jogos desta competição podem ser acompanhados através da Beach Soccer TV na plataforma Mycujoo ou através do Canal 11.

CINCOS INICIAIS:

Portugal: 12-Elinton Andrade (GR), 3-André Lourenço, 4-Bruno Torres, 7-Madjer (CAP.) e 8-Rúben Brilhante

Jogaram ainda: 2-Coimbra, 5-Jordan, 10-Belchior e 18-Von

Banco: 1-Tiago Petrony (GR)

Japão: 1-Shingo Terukina, 9-Shusei Yamauchi, 10-Ozu Moreira (CAP.), 11-Masanori Okuyama e 7-Takaaki Oba

Jogaram ainda: 5-Teruki Tabata, 3-Tomoyuki Ilno, 8-Masayuki Komaki e 2-Takuya Akaguma

Banco: 12-Yusike Kawai (GR)

Anterior1 de 3Próximo

Comentários