Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho modalidades

Novo jogo, nova vitória e nova conquista. No último jogo da segunda etapa da liga europeia, Portugal derrotou a Itália por 8-5 e conquistou a etapa realizada nos areais da Nazaré, superando a Suíça, Espanha e Ucrânia.

Ao contrário do que acontecera nos últimos dois jogos, foi Portugal a entrar melhor, tendo mais tempo de posse de bola e desde cedo procurou testar o guarda-redes italiano. Por isso, não é de estranhar que o primeiro golo chegasse cedo. Bastaram dois minutos. Num lance de contra-ataque iniciado e terminado por Coimbra, pelo meio com assistência de Zé Maria, o número dois português fez o 1-0. Logo a seguir, Coimbra voltou a ter uma grande oportunidade para marcar, mas Del Mestre impediu novo golo.

A melhor entrada na areia estava confirmada, mas a Portugal não estava satisfeito e depois do golo de Coimbra, os lances de perigo iam-se acumulando, assim como, as defesas de Mestre. Só aos cinco minutos de jogo, a Itália deu um ar da sua graça devido a um remate em zona perigosa de Marinai, que Andrade defendeu.

Os minutos passavam e a seleção portuguesa ia dominando o jogo a seu prazer, não permitindo saídas perigosas à Itália. Todavia, aos sete minutos de jogo, penalti a favor dos transalpinos por falta de Madjer sobre Gori. O próprio encarregou-se de marcar a grande penalidade e com um remate para o centro da baliza fez o empate.

Antes do início do jogo, o Município da Nazaré recebeu uma bola do Mundial de 2015 como sinal de agradecimento pelo acolhimento da Euro Beach Soccer e a sua excelente organização. Fonte: Nazare Beach Events
Antes do início do jogo, o Município da Nazaré recebeu uma bola do Mundial de 2015 como sinal de agradecimento pelo acolhimento da Euro Beach Soccer e a sua excelente organização.
Fonte: Nazare Beach Events

A seleção italiana chega ao empate quase como por acaso, pois pouco ou nada tinha feito para merecer marcar. Porém, a resposta não se fez esperar e a pouco mais de três minutos do final, lance bonito da seleção portuguesa finalizado com um remate acrobático de Madjer para defesa apertada de mestre. Estava dado o aviso, pois, não marcou à primeira, marcou à segunda. Numa jogada praticamente igual à anterior, Alan assistiu Madjer que, de primeira, atirou para o segundo de Portugal.

Mesmo na dianteira, ainda haveria mais para festejar antes do final da primeira parte, visto que, a vinte e três segundos da pausa, contra-ataque de Itália parado por Coimbra que passou para João Gonçalves, herói do dia anterior, que ao ver Alan solto, colocou-lhe a bola e o experiente jogador português disparou para o fundo das redes de italianas.

Finalizado o primeiro período, Portugal vencia sem qualquer tipo de contestação por 3-1, tendo, possivelmente, efetuado os seus melhores doze minutos desta etapa europeia de futebol de praia. A Itália pouco ou nada conseguiu fazer, chegando ao golo através de uma grande penalidade.

Foto de Capa: Beach Soccer Worldwide

Anterior1 de 2Próximo

Comentários