Cabeçalho modalidadesNeste próximo fim-de-semana, temos um interregno na Liga Sport Zone, para dar lugar a uma competição que se estreia esta época, na ótica dos principais emblemas do futsal português. É a Taça de Portugal, tão pródiga em provocar enorme festa aos adeptos dos clubes ditos “pequenos”, quando têm a sorte (ou o azar, desportivamente falando) de defrontar um dos grandes do nosso país. Vou, por isso, falar de clubes de escalões inferiores, que têm essa oportunidade de receber no seu pavilhão um “tubarão” do desporto, a nível nacional.

Os casos mais flagrantes são os ocorridos no Barreiro, onde o GD Fabril recebe o Sporting CP e no Porto, onde o Boavista FC joga com o SL Benfica. E o mais curioso é notar que a equipa portuense já não militava em escalões inferiores desde a época 2012/13, precisamente a última época em que a equipa do Fabril teve a oportunidade de atuar no principal escalão.

A turma axadrezada que foi despromovida na temporada anterior volta a ter poucos meses depois a ocasião de se degladiar com os encarnados, uma das potências do nosso desporto. E o mesmo sucede com a equipa barreirense, que já está afastada da alta roda do futsal nacional há quadro temporadas, mas que tem a hipótese de reviver esses tempos passados durante, pelo menos, um dia, num ano em que a formação verde e branca está a apostar as suas fichas todas numa eventual subida de divisão, algo que até ver está a correr bem pois findas 15 jornadas, a equipa do concelho do Barreiro vai liderando a sua série da II divisão (série F) com 13 vitórias e apenas duas derrotas, até ao momento.

Veremos se conseguirá manter a sua boa forma até ao fim da época, pois esta série apenas serve para apurar as formações que irão discutir entre si a subida de divisão, separadas entre zona Norte e zona Sul. Em termos de contas relativas à subida de escalão do Boavista, tal já é matematicamente impossível de almejar, tendo em conta o enorme fosso pontual para os lugares cimeiros da tabela e o número reduzido de jogos para disputar até ao fim desta fase inicial. Resta então à equipa portista lutar pela manutenção e desfrutar ao máximo do jogo grande com o Benfica.

Esta imagem repetir-se-á neste próximo fim-de-semana, só mudando alguns intervenientes Fonte:theboavistafootballers.blogspot.pt
Esta imagem repetir-se-á neste próximo fim-de-semana, só mudando alguns intervenientes
Fonte:theboavistafootballers.blogspot.pt

Vendo os números de cada equipa, na sua respetiva série, é de crer que o Fabril irá colocar mais dificuldades ao Sporting do que o Boavista às águias, mas isso tem de ser provado em campo. Seja como for, e atendendo à história, não é fácil ganhar em solo boavisteiro e o Benfica tem que encarar o jogo com a máxima seriedade, sob pena de sofrer um grande dissabor.

Anúncio Publicitário

De resto, destaque para os três encontros que juntam equipas do escalão máximo, nomeadamente o Rio Ave – Unidos Pinheirense, a AD Fundão – Quinta dos Lombos e o Futsal Azeméis – SC Braga, todos jogos que prometem grande espetáculo e também muito equilíbrio e emoção nos 40 minutos de tempo regular.

Foto de capa: desportivotransmontano.com

Artigo revisto por: Francisca Carvalho