BnR: A FPF deu-vos algum apoio?

JPB: A FPF prestou-nos um apoio fantástico, que em muito contribuiu para o que conseguimos fazer. Temos muito a agradecer-lhes, especialmente ao incansável Diretor do Futsal, Pedro Dias.

BnR: Sentes que a vitória no euro também se deveu a vocês?

JPB: Sabemos que o nosso apoio foi um fator decisivo para a alma que esta equipa demonstrou nos momentos menos bons durante os jogos. Mas a vitória é de todos nós, portugueses.

Fonte: João Pedro Barreiros
Fonte: João Pedro Barreiros

BnR: Como foi a vossa relação com os jogadores/equipa técnica?

Anúncio Publicitário
JPB: O início desta relação foi completamente diferente do final. O que em primeira instância era um grupo que cantava umas músicas um tanto ou quanto descoordenadas, passou a ser o principal suporte deles. Sabemos que esta simbiose entre adeptos, jogadores e equipa técnica será muito difícil de encontrar noutras ocasiões.

BnR: Qual foi o momento que mais prazer te deu durante o europeu?

JPB: Curiosamente, o momento mais prazeroso foi quando o André Coelho marcou o segundo golo à Rússia. Estava muito confiante na nossa vitória nesse jogo, mesmo quando estávamos a perder.

BnR: Qual a reação dos vossos colegas estrangeiros ao vosso grupo de apoio?

JPB: Não estavam à espera. Quando se aperceberam da dimensão do nosso grupo quiseram juntar-se. Devido a vários factores. Seja apenas por empatia com o nosso país ou pelo reconhecimento da qualidade da nossa equipa. E é claro que termos o Ricardo Braga do nosso lado, melhor jogador do mundo, também ajuda muito.

BnR: Conseguiram ‘recrutar’ alguns para apoiar a nossa seleção?

JPB: Desde o início do Europeu que tivemos um número considerável de estudantes internacionais a apoiarem a nossa seleção. Tivemos a presença de colegas turcos, indianos, alemães, belgas, sérvios, eslovenos, franceses, austríacos e até espanhóis em alguns jogos antes da final.

BnR: A comunidade portuguesa na Eslovénia saiu mais forte?

JPB: Acho que o que saiu mais forte foi a relação entre estudantes de Erasmus portugueses e a comunidade portuguesa residente. A união entre todos foi notável.

Foto de Capa: João Pedro Barreiros

Artigo revisto por: Francisca Carvalho