Numa fase em que se fala sobre a distribuição geográfica dos clubes na principal divisão do futebol português, há desde logo uma região que se destaca pela ausência de representantes nos escalões profissionais, seja o primeiro ou segundo escalão: o Alentejo, que não tem qualquer representante no topo desde que o Campomaiorense representou a região durante cinco temporadas na década de 90 e início deste milénio.

Mas como não estou aqui para falar de futebol de 11, mas sim de futsal, aproveitei este paralelismo para falar sobre o Elétrico de Ponte de Sor, que subiu na temporada anterior e parece ter vindo para ficar, conforme se comprova pelo atual quinto lugar na tabela classificativa. Muito bem orientada pelo excelente técnico Kitó Ferreira, de regresso ao futsal português após passagens por Itália e Roménia.

Para já o registo do sucessor de José Feijão ao leme do emblema do distrito de Portalegre não podia ser melhor: ao cabo de três jogos, igual número de vitórias, conseguindo levar o conjunto desde a zona de despromoção até a um confortável lugar entre os oito melhores, não ainda em termos pontuais porque ainda vamos na primeira metade da temporada e tudo pode ainda mudar, mas acredito que o Elétrico se vai manter entre esta elite e que o Alentejo irá ter um representante digno e duradouro entre o topo do futsal em Portugal, num plantel muito coeso e recheado de jogadores de qualidade.

Russo tem-se destacado nesta época de estreia no principal escalão, para já soma nove golos
Fonte: Viseu 2001 – Futsal

No horizonte mais próximo está um possível acesso à taça da Liga, reservado para os oito melhores classificados no fim da primeira volta, isto é, na 13.ª jornada. Mais de metade do caminho já está percorrido, pois já se disputaram, até ao momento, sete encontros, e a continuar a excelente forma revelada nos últimos três encontros, chegar ao fim do campeonato em zona de play-off. Também é de salientar a excelente época do Viseu 2001, orientado por um treinador muito competente e experiente, Paulo Fernandes, contando para já com um meritório e excelente sexto lugar, para além de um plantel repleto de qualidade, onde se destaca a veia goleadora de Russo, jogador nascido na Suíça mas com dupla nacionalidade (helvética e portuguesa), atual melhor marcador do campeonato com nove tiros certeiros, em igualdade com Diego Cavinato, jogador do Sporting CP.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: Elétrico Futebol Clube – Futsal / Rui Cabral