Cabeçalho modalidades

Depois de chegar à final-eight da Taça de Portugal e de uma linda história de como tudo é possível se acreditarmos, o Estoril-Praia logrou alcançar a fase final da competição e, por conseguinte, chegar aos jogos decisivos, a disputar no Pavilhão Multiusos de Gondomar, onde lhe calhou um dos grandes emblemas do nosso desporto, o Sporting CP.

Perante a corrida do clube estorilista, parece-me um prémio poder defrontar uma das grandes dominadoras do Futsal a nível nacional, mas não creio que os canarinhos vão ao Norte do país somente para fazer figura de corpo presente. Portanto, os leões que se cuidem, pois a turma da AF Lisboa vai deixar a “pele em campo”. A pressão está toda do lado do adversário, até porque ninguém pode exigir mais do que aquilo que já foi alcançado, logo, uma possível surpresa é altamente improvável, mas não impossível, pois se houve uma lição que todos nós aprendemos com esta equipa é que durante o tempo de jogo a diferença de escalões pode não significar nada, se essa diferença for compensada com querer, raça e atitude competitiva.

E de facto, nada disso falta ao emblema da Linha, vamos ver se será o suficiente para levar de vencida uma das grandes formações do nosso país. Eu, pessoalmente, acho que não, que a lógica vai imperar neste jogo e o clube mais forte irá mesmo avançar, mas nunca podemos descartar o GD Estoril-Praia. De resto, o SL Benfica vai enfrentar um clube do principal escalão, o CS São João, um jogo que não é fácil para os encarnados, mas que à partida também deverá cair para o lado da equipa mais forte, antevendo assim um derby escaldante nas meias-finais, pois o sorteio relativo a essa fase também já foi realizado e temos os dois eternos rivais em rota de colisão.

Pode haver jogo entre Sporting CP e SL Benfica nas meias-finais Fonte: Sporting CP
Pode haver jogo entre Sporting CP e SL Benfica nas meias-finais
Fonte: Sporting CP

Na outra metade, destaque para o confronto entre o CCRD Burinhosa e o MODICUS, num jogo imprevisível mas que pode pender um pouco para o lado da formação de Sandim, em função da sua classificação atual, mas nunca convém menosprezar a Bury que já parece ter recuperado um pouco a sua estabilidade, perdida aquando da confusão gerada pela saída repentina do treinador Kitó Ferreira. Finalmente, destaque para o confronto entre os dois representantes da II divisão, com o embate entre a AM Portela e o Viseu 2001, com o favoritismo a pender para o conjunto viseense, que está, atualmente, a discutir a zona de apuramento de campeão no escalão secundário, ao contrário da formação da Portela, que se viu relegada para a discussão da zona de manutenção.

Anúncio Publicitário

Os dados estão lançados, agora resta esperar mais um pouco pelo mês de Maio para saber quem conquista a segunda prova mais importante no calendário nacional, logo a seguir ao campeonato.

Foto de Capa: Estoril-Praia Futsal

Artigo revisto por: Francisca Carvalho

Comentários