Não temos um campeonato nacional de futsal a decorrer ao ritmo normal, com a existência de muitos jogos em atraso. Por conseguinte, existe bastante discrepância nos jogos disputados e uma impossibilidade de ter a noção exata da real posição na tabela classificativa de todas as equipas. No entanto, já se começam a definir alguns padrões e alguns fortes candidatos ao play-off.

Existe muita luta pela manutenção e apuramento para a Taça da Liga, mas os dois primeiros lugares parecem reservados, como habitualmente, para Sporting CP e SL Benfica. Estes contam com vitórias nos nove encontros realizados até à data, com a particularidade de se encontrarem já na jornada 11, num derby escaldante, apesar da falta de público nas bancadas, mas com o fervor e a emoção habituais na quadra.

Logo na perseguição, vêm dois clubes habituados a estar entre os melhores, mas que, mesmo assim, estão em grande forma e a superar os seus registos habituais. Este é o caso do Elétrico FC e do Viseu 2001 – com destaque para a equipa viseense, que está a apresentar uma qualidade de jogo extraordinária e soberbamente orientada por Paulo Fernandes, assim como a equipa de Ponte de Sor com Kitó Ferreira.

Outro dos grandes candidatos a ocupar uma das vagas no play-off e na Taça da Liga é obviamente o SC Braga/AAUM. Com vários jogos em atraso e sem registar um arranque brilhante, os comandados de Paulo Tavares irão certamente recuperar e galgar posições de forma natural e mais condizentes com o valor e os pergaminhos históricos da formação bracarense.

Anúncio Publicitário

O Modicus também me parece que, com maior ou menor dificuldade, irá estar entre as oito melhores classificadas, tanto no final da primeira volta, como no final da fase regular. E, seguindo a minha lógica pessoal, sobram mais dois lugares entre a elite, sendo os naturais candidatos a AD Fundão, que pode saltar para o terceiro ou quarto posto caso vença os encontros que tem em atraso no primeiro escalão.

Outro candidato são os Leões de Porto Salvo, um crónico candidato a ingressar nas partes mais cimeiras da classificação e que terá sido a equipa mais afetada pela interrupção da época 19/20, dada a qualidade exibicional apresentada antes do primeiro confinamento, em Março. No entanto, a Quinta dos Lombos, entretanto assolada por um surto que provocou o contágio de 11 jogadores e o isolamento da restante equipa, também tem esperanças de uma boa temporada.

 

As rápidas melhoras e espero que recuperem para uma fase final que promete muita emoção e disputa. Para já, os olhos estão postos no acesso à desejada Taça da Liga. O próprio Portimonense irá querer disputar essa vaga, parecendo as outras formações condenadas a lutar pela manutenção entre as melhores equipas de futsal em Portugal.

Mas, obviamente, nem sempre estas previsões correspondem à realidade e o melhor é esperar pela ação nas quatro linhas, esperando que a evolução da Pandemia seja mais favorável, para minimizar os efeitos no normal desenrolar da competição (casos do Sporting de Braga e Quinta dos Lombos) e permitir o regresso do público aos pavilhões, algo muito ansiado por todos.

Artigo revisto

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome