Começa esta sexta-feira a final four da Liga dos Campeões de Futsal e temos quatro clubes de topo europeu a procurar um troféu continental. O quarteto presente (Inter Movistar, FC Barcelona, Kairat Almaty e Sporting CP) já soma nove conquistas em anteriores edições (cinco, duas, duas e zero, respetivamente), sendo que apenas o representante português ainda não conseguiu erguer o troféu de campeão.

Não obstante, o Sporting parte para esta competição como um crónico candidato ao título, seja pelo grande historial na prova (vice-campeão nas duas anteriores edições, derrotado pelo Inter Movistar de Ricardinho e companhia em ambas as finais, seja pelo forte e coeso plantel que possui na atualidade ou também pela estabilidade que se vive nesta secção, com a equipa técnica há vários anos no clube leonino, a fazer um trabalho sensacional, na verdade.

Quis o sorteio que na meia-final houvesse já uma verdadeira final antecipada, com o Inter a ter pela frente o Sporting, um confronto indesejado para os adeptos verde e brancos e para todos os apoiantes dos representantes portugueses. Contudo, o colosso espanhol não é invencível, portanto tudo pode acontecer e os leões podem ser felizes no longínquo Cazaquistão, na Almaty Arena. A segunda meia-final opõe o Barcelona à equipa que acolhe esta fase final no seu reduto, o Kairat Almaty.

Até ao fim-de-semana esperam-se grandes jogos e esperemos que no Domingo coroemos um campeão inédito. Não é fácil, obviamente, sobretudo devido ao adversário na meia-final, mas é possível e como tal temos que acreditar.

Ricardinho, a grande figura do torneio
Fonte: UEFA

Boa sorte ao Sporting Clube de Portugal e cá estaremos no final para fazer o balanço à participação sportinguista nesta epopeia pelo leste da Europa, esperando que no fim possamos estar a comemorar mais um feito histórico do futsal português. Por fim, urge dizer que o Inter é sempre favorito a ganhar todas as competições que disputa mas há um dado animador para os adeptos portugueses: é que a formação espanhola está a fazer uma época muito fraca e claramente abaixo do esperado.

Por exemplo, no campeonato, pode acabar a fase regular no quinto (!) lugar, algo impensável para um clube desta dimensão, portanto há algumas fragilidades a explorar, mas tal também pode ser encarado como uma coisa má, pois a competição europeia pode ser vista como uma espécie de “tábua de salvação”. Não que a equipa madrilena tenha perdido algo esta temporada, porque está na final a quatro da taça e irá jogar os play-offde apuramento do campeão.

Mais um dado animador, na única vez que se defrontaram esta época, na Masters Cup em Portimão, o grande torneio de pré-temporada, os leões ganharam. Vale o que vale, sobretudo por ser na pré-época, mas é mais um facto que prova que esta equipa está longe de ser intocável e portanto os adeptos leoninos devem estar confiantes.

Foto de Capa: UEFA

Comentários