Cabeçalho modalidadesO primeiro dia da final a 8 da Taça de Portugal não nos trouxe qualquer surpresa, uma vez que todos os teóricos favoritos avançaram para as meias-finais da competição disputada no pavilhão de Desportos Municipal da Póvoa de Varzim.

No primeiro encontro do dia, o Leões de Porto Salvo eliminou o Futsal Azeméis por quatro bolas a duas, num jogo que contou, desde logo, com uma claque muito barulhenta no apoio à equipa de escalão inferior, criando um ambiente fantástico, poucas vezes visto nos jogos da Liga Sport Zone. Os Leões não entraram muito bem na partida mas souberam contrariar o ímpeto da equipa aveirense, sobretudo na segunda metade. Não devo deixar de referir a excelente réplica dada pelo Futsal Azeméis, que conseguiu criar enormes dificuldades à equipa teoricamente favorita.

Pouco depois, entraram em campo as equipas do SL Olivais e do Viseu 2001 e foi um pouco à imagem do anterior: um jogo extremamente equilibrado, onde quase não se notou a diferença de escalão entre as equipas. Só na parte final é que a equipa beirã claudicou e deixou assim escapar a sua hipótese de continuar a fazer história, pois a apenas 3 minutos do fim o encontro estava empatado a um golo.

Diogo foi a grande figura do encontro  Fonte: FPF
Diogo foi a grande figura do encontro
Fonte: FPF

Também em relação ao primeiro dia de jogos, o Sporting CP evitou qualquer tipo de surpresas frente ao Unidos Pinheirense, com uma entrada bastante forte no encontro coincidindo com alguma displicência da equipa gondomarense, que acumulou vários erros defensivos. O papel de “homem-golo” coube, como já tem sido habitual, ao brasileiro Diogo, que assinou um hat-trick e mostrou a sua boa forma, algo que o levou ao topo na lista de melhores marcadores do campeonato. Foi, portanto, um jogo onde a lógica imperou e só não foi mais equilibrado por causa da má entrada em campo da formação nortenha, que só pareceu querer reagir quando se viu a perder por cinco golos sem resposta ao intervalo.

Por fim, o único encontro onde se enfrentaram duas equipas do principal escalão, o SL Benfica e o Modicus-Sandim, e foi também o único jogo em que uma das equipas ficou em branco, com a vitória a sorrir aos encarnados por três bolas a zero. Numa primeira metade sem golos – muito devido à ineficácia do Benfica – mas também graças à forma como a formação gaiense soube aguentar o nulo no marcador. Patias foi, mais uma vez, o grande destaque do jogo, ao apontar dois golos no fim que serviram para sossegar os adeptos benfiquistas (apontou o 2-º e 3.º golo).

Anúncio Publicitário

Nas meias-finais, a disputar neste sábado, iremos ter dois encontros entre leões e águias, com os Leões de Porto Salvo a defrontarem o SL Benfica e o Sporting CP a ter pela frente o SL Olivais.

Foto de capa: desportivotransmontano.com