Cabeçalho modalidadesEu sei que a maioria já está com os olhos postos no Euro’2016 e no encontro de Portugal com a Polónia, mas quero aqui falar da Taça Intercontinental de Futsal e da participação do SL Benfica nesta importante competição disputada no Qatar, na cidade de Doha. E infelizmente não foi a melhor das participações, pois a equipa de Joel Rocha foi eliminada na fase de grupos, saindo apenas com um ponto ganho em três jogos, num conjunto de partidas que tiveram resultados bastante equiparados, mas que caíram quase sempre para o lado do adversário, com a única exceção a ser o jogo com os espanhóis do Inter Movistar, que terminou empatado a uma bola.

Este pecúlio na fase prévia da competição garantiu presença no playoff de apuramento dos sétimo e oitavo lugares, com a formação iraniana do Tarsisat Daryaei, num jogo que pouco interessava, mas que os encarnados conseguiram levar de vencida, por dois a um, para assim levar a consolação de escapar ao último lugar. Sobre os jogos em si não posso opinar, visto não ter sido possível ver em direto os jogos, mas já se sabia de antemão que o grupo não permitia grandes sonhos de poder chegar até à fase a eliminar, ou seja, até às meias-finais, pois as águias tinham pela frente a equipa da casa, o Al-Rayyan, os brasileiros do Magnus Futsal, onde pontifica a superestrela Falcão, e a sobejamente conhecida equipa do Inter Movistar.

Um grupo que teoricamente não favorecia em nada as hipóteses que os encarnados tinham de seguir em frente, mas dificilmente podia ser melhor, tal a qualidade das equipas presentes. A final envolveu duas equipas brasileiras, o Magnus Futsal e o Carlos Barbosa, com a equipa do “mestre” Falcão a levar a melhor pelo parcial de 4-3.

Os grandes vencedores da competição, os brasileiros do Magnus Futsal Fonte: QFA
Os grandes vencedores da competição, os brasileiros do Magnus Futsal
Fonte: QFA

Após esta participação, na qual o Benfica foi um dos oito convidados, a época 2015/2016 fica assim encerrada, seguindo-se agora a preparação da próxima temporada, onde se esperam algumas surpresas de Verão nas contratações dos principais emblemas. No entanto, é preciso esperar para vermos o que nos aguarda, e não esquecer que no próximo mês de Setembro ainda vamos contar com a nossa equipa no Mundial de Futsal, que se disputa na Colômbia.

Antes de finalizar quero aproveitar para desejar toda a sorte do mundo à nossa seleção para o jogo de mais logo contra a Polónia. Não vai ser nada fácil, pois os polacos têm uma equipa muito forte, mas acredito piamente no valor dos nossos jogadores. Que no final possamos ganhar e marchar rumo às meias-finais.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: QFA