Portimonense 2-4 SL Benfica: Voo atribulado das “Águias” em Portimão

    - Advertisement -

    modalidades cabeçalho

    A CRÓNICA: SL BENFICA VENCE NO ALGARVE ANTES DE NOVA JORNADA EUROPEIA

    Portimonense e SL Benfica defrontaram-se no Pavilhão Desportivo da Boavista, num jogo a contar para a 7ª jornada do campeonato português de futsal, num jogo em que os comandados de Pulpis tiveram de suar para somar os 3 pontos.

    Os primeiros dez minutos de jogo foram bem divididos, com um pequeno ascendente para o lado encarnado, onde ambas as equipas tiveram algumas ocasiões de perigo, mas sem conseguir chegar a zonas de finalização. A diferença qualitativa entre as formações acabou por ditar o primeiro golo da partida. Rafa Stocker ficou isolado perante André Sousa, demorou muito tempo a decidir e acabou desarmado pela defesa encarnada. No contra-ataque, Bruno Cintra conduziu a bola pela esquerda e, isolado, rematou para o fundo das redes algarvias, fazendo o 1-0 aos 11 minutos de jogo.

    A partir daí o SL Benfica impôs-se de forma mais veemente no jogo e controlou por completo a partida, conseguindo encontrar mais espaços na defensiva adversária e permitindo muito poucas saídas de bola à equipa de Pedro Moreira. Aos quinze minutos as “águias”, com naturalidade, acabaram por chegar ao segundo no marcador, com André Sousa a avançar na quadra, descobrindo Chishkala na área que assistiu Rocha, que ao segundo poste só teve de encostar.

    Na segunda parte a equipa do SL Benfica entrou irreconhecível, muito passiva e a cometer erros que, em clubes com ambições como as do SL Benfica, não podem ser cometidos. O Portimonense aproveitou o adormecimento das “águias” e, com muito mérito, conseguiu em poucos minutos chegar ao empate. Primeiro, na sequência de um livre indireto por duplo atraso, André Sasse rematou colocado para o 2-1 (vinte e dois minutos) e, 2 minutos depois, Gitahy, um dos melhores na equipa algarvia, aproveitou uma perda de bola encarnada e na cara com André Sousa atirou a contar.

    A entrada fulgurante da equipa de Pedro Monteiro permitiu equilibrar o jogo, mas o SL Benfica, através de bola parada, conseguiu chegar novamente à frente do marcador, com Bruno Cintra com um remate na zona dos 15 metros a fazer o 3-2 aos trinta e três minutos de jogo. Apenas 2 minutos depois, Rocha com um toque de classe de calcanhar fez um golo de belo efeito e aumentou a vantagem encarnada.

    Até final o Portimonense não se rendeu, teve algumas boas oportunidades, mas não conseguiu chegar ao empate no jogo, mantendo-se o 4-2 até ao término da partida. Desta forma, o SL Benfica, mesmo com uma exibição muito apagada e desinspirada na segunda parte, conseguiu somar mais três pontos e sobe, à condição, à liderança isolada do campeonato.

    A FIGURA

    Alan Gitahy – O jogador do Portimonense merece ser o destaque da partida, pois foi ele o grande responsável por comandar a equipa de Portimão no início de segunda parte de um grande nível. Assistiu para o primeiro golo, marcou o segundo num excelente contra-ataque e conseguiu criar grande desequilíbrios e dificuldades à defensiva encarnada.

    O FORA DE JOGO

    Rafa Stocker – Muito apagado do jogo e com decisões muito fracas que comprometeram alguns lances de perigo. Esteve ainda associado ao falhanço que acabou por originar o primeiro golo da partida ao SL Benfica, em contra-ataque.

    ANÁLISE TÁTICA – PORTIMONENSE

    Em grande parte do jogo Pedro Moreira apostou num 4-0, sem a presença de um pivot, tentando dar à equipa mais dinâmica e liberdade no ataque. Nos momentos da primeira parte em que a sua equipa esteve por baixo (principalmente na primeira parte), colocou em quadra o pivot para tentar esticar jogo e possibilitar a criação de jogadas nos últimos quinze metros.

    5 INICIAL E PONTUAÇÕES

    Pedro Bifana (7)

    Paulinho Rocha (6)

    Alan Gitahy (8)

    Fábio Semedo (6)

    André Sasse (7)

    SUBS

    Coelho (6)

    Rafa Stocker (5)

    Alesandro Almeida (6)

    Sérgio Ribeiro (6)

    Ludgero Lopes (6)

    Rúben Santos (5)

    Afonso Vieira (5)

    Bruno Marques (6)

    ANÁLISE TÁTICA – SL BENFICA

    Taticamente a equipa encarnada não surpreendeu, apresentando o já clássico jogo de pivot muito forte, apostando numa constante rotação nesta posição entre Rocha, Higor e Jacaré, de forma a que os jogadores estivessem o mais fresco possível para ajudar da melhor forma a equipa. A entrada muita adormecida e falta de concentração na segunda parte, poderia ter custado pontos à equipa lisboeta.

    5 INICIAL E PONTUAÇÕES

    André Sousa (7)

    Afonso (6)

    Bruno Cintra (7)

    Silvestre (7)

    Rocha (7)

    SUBS

    Jacaré (6)

    Arthur (6)

    Rómulo (5)

    Chishkala (6)

    Higor (6)

    Lúcio Rocha (6)

    Foto de Capa: SL Benfica

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Tiago Miguel Costa
    Tiago Miguel Costahttp://www.bolanarede.pt
    O Tiago desde pequeno que é um apaixonado por desporto e as suas primeiras memórias estão precisamente relacionadas com isso. O futebol sempre foi e será a sua grande paixão, pois vive cada momento como se estivesse em campo. O seu outro grande amor é o futsal, onde desde muito novo passava as suas tardes de sábado a assistir jogos da modalidade junto dos seus avós, onde comentava e relatava os jogos, como se de um jornalista se tratasse.
    Bola na Rede