A CRÓNICA: ESFORÇO FINAL RECOMPENSADO

Este jogo, muito importante para manter a liderança isolada do grupo A, face à vitória da Itália sobre a Bielorrússia pouco antes, começou de forma parecida ao jogo inaugural. Mais pendor ofensivo da nossa seleção e um jogo mais expectante da Finlândia, que já provou no jogo de ontem que ataca pouco, mas quando lá chega com perigo, é letal. Prova disso foi o golo numa das poucas oportunidades que criou, perante uma equipa de Portugal com maior volume de jogo e maior quantidade de remates, mas um pouco inconsequente aquando da finalização.

Tal como ontem, chegámos ao intervalo com o mesmo parcial do jogo de ontem (0-1), numa parte em que tivemos uma oportunidade de ouro para poder empatar, mas Fernando Cardinal não conseguiu converter o livre direto de dez metros a castigar a sexta falta da Finlândia, muito mérito também para o guardião na forma como defendeu o remate do pivot português.

Havia, novamente, muito a melhorar no tempo de descanso e a expetativa era ocorrer precisamente o mesmo que na jornada inaugural, uma total reviravolta nos segundos 20 minutos. Na segunda parte começamos muito bem, com algum azar no toque decisivo, várias bolas na madeira, ao poste e à barra. O maior desespero de Portugal em marcar um golo que pudesse empatar o encontro permitiu alguns contra-ataques rápidos e eventualmente letais dos finlandeses, e aos 8 minutos da etapa complementar foi precisamente isso que sucedeu, com o dobrar da vantagem dos nórdicos no encontro.

Anúncio Publicitário

O tempo restante chegava e sobrava para tentar inverter o rumo dos acontecimentos, mas era visível a apreensão na cara do selecionador nacional. Nos últimos cinco minutos, chegava a hora da seleção tentar arriscar tudo com a utilização do guarda-redes avançado, cabendo essa função a Tiago Brito.

Nos últimos dois minutos, Bruno Coelho deu uma nova esperança aos adeptos portugueses, com a conversão de um livre direto e no minuto final, após inúmeras tentativas, finalmente surgiu o golo da igualdade, por intermédio de Cardinal, num momento em que as bancadas explodiram de alegria pois dependemos só de nós para irmos ao mundial, sendo necessário vencer a Itália no derradeiro jogo, a disputar no Domingo.

A FIGURA

Fonte: Futsal Suomi

Savolainen – Que enorme exibição do guardião finlandês, com muitas defesas brilhantes e eficazes à mistura e um contributo decisivo da sorte, praticamente sempre do seu lado. Não fossem os dois minutos finais e uma exibição de sonho, sem golos sofridos durante praticamente todo o jogo.

O FORA DE JOGO

Fonte: FPF

Finalização de Portugal – Não podemos falhar tantas oportunidades claras de golo, pois num jogo como contra a Itália isso pode custar muito caro. Hoje não deu para ganhar mas conseguimos resgatar o empate nos derradeiros segundos mas temos que trabalhar melhor essa parte do jogo, sob pena de sofrermos um dissabor no futuro.

 

PORTUGAL – ANÁLISE TÁTICA
A estratégia foi semelhante ao primeiro jogo, com a única diferença a ser a utilização do 5×4 até quase ao fim do jogo. A raça e alma da equipa foram incríveis, mas continuamos com uma grande dificuldade na finalização, hoje também tivemos algum azar, com muitas bolas nos “ferros”, mas há que melhorar este aspeto que pode ser decisivo no domingo, por exemplo.

CINCO INICIAL

1 André Sousa (GK) (6)

2 André Coelho (6)

7 Cardinal (8)

8 Bruno Coelho (8)

10 Ricardinho (C) (7)

SUPLENTES UTILIZADOS E PONTUAÇÕES

3 Erick (6)

4 Nilson Miguel (6)

     5 Fábio Cecílio (6)

6Pedro Cary (6)

9 João Matos (7)

11 Pany Varela (6)

13 Tiago Brito (6)

14 Miguel Ângelo (6)

FINLÂNDIA – ANÁLISE TÁTICA

A tática dos nórdicos seria perfeita, não fossem os dois últimos minutos. Exímios na defesa, com muita sorte à mistura e uma exibição soberba de Savolainen, e letais no contra-ataque. Mesmo que não consigam o apuramento, já conseguiram o enorme feito de travar Itália e Portugal em dias consecutivos.

CINCO INICIAL

1Savolainen (GK) (9)

2Autio (C) (7)

3Hurme (7)

10Hosio (6)

13Korpela (6)
SUPLENTES UTILIZADOS E PONTUAÇÕES

12Koivumäki (GK) (7)

4Vanha (6)

5Jyrkiäinen (6)

7Junno (6)

8Korsunov (6)

11Lintula (6)

14Teittinen (6)

15Lukkari (6)

Foto de Capa: FPF

Comentários