A CRÓNICA: VITÓRIA LEONINA EM JOGO DE EMOÇÕES FORTES

O encontro entre leões e bracarenses iniciou da forma esperada, com o Sporting a ter mais iniciativa de jogo e o Braga a ter mais cuidados defensivos e a jogar na expetativa, com muito mérito no processo defensivo, capaz de travar as constantes iniciativas do ataque leonino, nomeadamente nas bolas paradas, onde o Sporting CP é das equipas mais poderosas do mundo.

Após estes minutos iniciais de maior caudal ofensivo da equipa visitante, a equipa de Paulo Tavares soltou-se e começou a criar mais perigo junto da baliza de Guitta. Curiosamente, nesta parte mais equilibrada do encontro surgiu o golo do Sporting, da autoria de Taynan, mantendo-se como o único tento desta metade inaugural.

Quando surgiu o intervalo, o resultado ajustava-se ao desenrolar do jogo, que contou com um maior volume de jogo dos comandados de Nuno Dias, perante uma boa réplica do SC Braga, um pouco antes do tento verde e branco e mesmo após a reação arsenalista a réplica dada continuou a ser bastante positiva. Podemos mesmo dizer que taticamente o jogo estava a ser muito bom e interessante, apesar de só haver um golo.

A metade complementar iniciou de forma semelhante aos minutos iniciais da primeira parte, maior incidência dos leões, chegando a sufocar a equipa da casa, que se ia defendendo como podia. Passados estes minutos iniciais de maior sufoco, e como aconteceu na primeira parte, o Braga conseguiu novamente libertar-se e começar a criar perigo junta da baliza sportinguista.

Anúncio Publicitário

Perto do fim, mais precisamente à entrada dos sete minutos finais, uma jogada individual brilhante de Pany Varela, uma diagonal da esquerda para o centro seguida de uma finalização espetacular, a não dar hipóteses de defesa ao guarda-redes da equipa minhota, Leandro Costa.

Este “soco no estômago” do treinador bracarense Paulo Tavares forçou o técnico a preparar o guarda-redes avançado, tarefa que foi incumbida a Bruno Cintra, na tentativa desesperada de reabrir a discussão do resultado e dos pontos envolvidos. A 18 segundos do final, Gustavo Rodrigues marcou o tão ansiado tento do Sporting de Braga e deu uma réstia de esperança aos jogadores minhotos, mas o tempo ainda restante revelou-se demasiado escasso para chegar ao empate.

Vitória justa e indiscutível do Sporting CP perante um SC Braga muito organizado e excelente em termos de arrumação tática, muito bem trabalhada pelo seu técnico, apesar das muitas alterações nesta temporada e que, a espaços conseguiu incomodar o seu adversário.

A FIGURA

Pany Varela (Sporting CP) – Foi decisivo, ao apontar o golo da noite, numa jogada individual brilhante, apontando um golo fundamental para garantir os três pontos da sua equipa. Os guardiões, tanto Guitta como Leandro Costa também estiveram muito bem, mas o golo de Pany foi sem dúvida o momento da noite.

O FORA DE JOGO

Ausência de público – Um jogo tão bem disputado merecia ter audiência nas bancadas, mas creio que é percetível a razão pela qual não podemos ter, nesta altura, qualquer espetador a assistir ao vivo às emoções do futsal.

ANÁLISE TÁTICA SC BRAGA

Excelente exibição dos bracarenses, a anular os principais pontos fortes do seu adversário e a conseguir criar algum perigo na baliza defendida por Guitta. Teve o mérito de nunca baixar os braços e de manter a discussão do resultado aberta até ao segundo final.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Leandro Costa (7)

Vítor Hugo (7)

‘Gustavo Rodrigues (6)

Miguel Ângelo (6)

Cássio (6)

SUBS UTILIZADAS E PONTUAÇÕES

Vítor Hugo

Marco Oliveira (6)

Ricardo Lopes (6)

Fábio Neves (6)

Samuel Marques (6)

Hebbert Bolt (6)

Xandoca (6)

Tiago Correia (6)

Bruno Cintra (C) (6)

ANÁLISE TÁTICA SPORTING CP

Como era de esperar, a iniciativa de procurar o golo em ataque continuado coube ao clube orientado por Nuno Dias, não tendo conseguido aproveitar o maior ponto forte da sua equipa, as bolas paradas, muito por culpa da equipa minhota, exímia na parte defensiva desse tipo de lances.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Guitta (7)

Erick Mendonça (6)

Diego Cavinato (6)

Alex Merlim (6)

Cardinal (6)

SUBS UTILIZADOS E PONTUAÇÕES

Bernardo Paçô

Tomás Paçó

João Matos (C) (6)

Diogo Santos

Pany Varela (8)

Pauleta (6)

Zicky Té

Taynan da Silva (7)

Rocha (6)

Foto de Capa: Sporting CP – Modalidades