Cabeçalho modalidades

Nesta passada quinta-feira, ficámos a conhecer o resultado do sorteio das fases preliminar principal da UEFA Futsal Cup, numa edição de 2017/2018 que atribui duas vagas aos três primeiros países no ranking da organização que tutela o futebol a nível europeu, nos quais se inclui Portugal. Para o nosso país não é uma novidade absoluta, uma vez que, na época 2010/2011, já tínhamos conseguido colocar duas formações (Benfica e Sporting CP) na principal competição de clubes, em função da vitória do SL Benfica na temporada anterior.

Nesta nova temporada, quem se apurou foram os leões (agora bicampeões nacionais em título) e o SC Braga, que surpreendeu os encarnados na meia-final do playoff e garantiu, assim, uma vaga na competição europeia, na qual é um estreante absoluto. Mas, ao contrário do que se costuma dizer, os minhotos não tiveram “sorte de principiante”. Antes pelo contrário, os guerreiros do Minho irão ter pela frente os espanhóis do Inter Movistar, que são “somente” os campeões europeus em título e uma das equipas mais temidas da Europa, onde pontificam jogadores como Ricardinho, Pola ou o pivot contratado ao Benfica, Elisandro.

Para além desta enorme “pedra” no sapato bracarense, ainda devemos acrescentar o Dina Moscovo, que já é uma presença habitual nestas edições da Liga dos Campeões de Futsal, naming novo para este torneio a partir da próxima temporada. Atenção, não confundam o Dina Moscovo com o Dínamo de Moscovo, que ainda o ano passado esteve presente nesta prova e dificultou imenso a vida ao Sporting, que empatou 3-3 com os russos e festejou efusivamente este empate (de relembrar que bastava um empate para os leões seguirem para a final four, em função da melhor diferença de golos).

Mesmo assim, é uma equipa vinda de um campeonato muito forte e chega como campeão do seu país, algo que à partida impõe respeito. Para completar o grupo, surge o Brezje Maribor, campeão esloveno e que, do grupo, é claramente a equipa menos cotada, mas que foi nomeada como o anfitrião desta fase, algo que pode tornar este adversário mais complicado. Mesmo assim, e uma vez que passam os três primeiros de cada grupo, os arsenalistas têm hipóteses reais de conseguir o apuramento.

Anúncio Publicitário
Esta foi a equipa que conseguiu apurar pela primeira vez o SC Braga/AAUM para as competições europeias Fonte: SC Braga
Esta foi a equipa que conseguiu apurar pela primeira vez o SC Braga/AAUM para as competições europeias
Fonte: SC Braga

Do lado leonino, claramente um grupo menos forte e onde o Sporting é o grande favorito. Ekonomac (sérvia), que é o anfitrião e que é uma presença habitual nesta competição, pelo menos nos anos mais recentes – desta equipa, apenas conheço o nome, porque recentemente jogou nesta competição com o Benfica, na fase principal, num grupo onde acabou em último lugar; o campeão da Letónia, o Nikars Riga, orientado por Orlando Duarte, mas sem grande tradição nas fases mais avançadas. Finalmente, o campeão da Ucrânia, o Kherson, que é um estreante absoluto e também não parece ser grande problema para o campeão português.

Eu, como apoiante incondicional das equipas portuguesas nas competições europeias , só posso endereçar aos dois representantes nacionais a melhor das felicidades nesta época que se avizinha.

Foto de Capa: UEFA Futsal Cup

Artigo revisto por: Francisca Carvalho