SL Benfica 3-2 Sporting CP: Encarnados quebram sequência negativa nos dérbis

    A CRÓNICA: LEÕES QUASE RECUPERAM, MAS A VITÓRIA SORRI ÀS ÀGUIAS

    Pavilhão da Luz bem composto. Águias e leões defrontam-se na 22ª jornada do Campeonato Nacional, com sete pontos a separar o líder, que hoje é visitante, do segundo classificado, que joga em casa. Os dois favoritos para a final do play-off de campeão disputam uma partida em que, em caso de vitória do Sporting CP, o primeiro lugar da tabela classificativa fica decidido. Em caso de triunfo dos encarnados, a diferença de pontos é reduzida.

    Arranque do SL Benfica com mais oportunidades nos primeiros cinco minutos, mas com a melhor chance deste período a ser executada pelo Sporting CP: livre indireto origina um remate de Cavinato, mas este é defendido por André Sousa.

    Quando o relógio marca os 10 minutos de jogo, André Sousa estica-se quase ao limite, ao defender um forte remate de Pany Varela. Já é a quarta defesa do guardião encarnado, figura de destaque até ao momento.

    Muitas oportunidades, mas sem golos. Até que, ao minuto 13, surge o primeiro da partida. Canto executado por Nilson, do lado direito de Gonçalo Portugal, que cruza a bola para o outro lado da quadra, onde está Chiskala. Este toca para Jacaré, e o brasileiro abre o marcador no Pavilhão da Luz.

    Nem três minutos completos passam, quando o segundo golo é marcado. Canto de Rómulo, também do lado direito do guarda-redes leonino, e Arthur aparece a finalizar sem marcação. 2-0 para as águias.

    SL Benfica por cima até ao apito do árbitro para o intervalo – e ainda houve tempo para mais um tento da formação da casa. O lance inicia-se num canto a favor dos leões, mas Rómulo, através de um corte acrobático, isola Arthur, que na frente de Gonçalo Portugal bisa na partida. Vantagem de 3-0 no fim do primeiro tempo.

    Cinco minutos iniciais da segunda parte de domínio leonino – na tentativa de dar a volta ao marcador. Cavinato ameaça a baliza benfiquista, mas, mais uma vez, André Sousa responde à altura.

    As equipas partilham oportunidades, até à sexta falta ser feita pela equipa da casa. Cardinal cobra a penalidade, mas André Sousa faz mais uma grande defesa.

    A dois minutos do final da partida, o Sporting CP reduz. O remate desviado de Merlim termina no fundo das redes. Na jogada imediatamente a seguir, uma combinação entre Tomás Paçó, Pauleta e Cavinato acaba em golo. 3-2 na Luz.

    Minutos finais frenéticos. Nos últimos 40 segundos, os leões apostam no guarda-redes avançado, mas o resultado não se altera. Vitória justa do SL Benfica, foi a equipa mais regular ao longo de toda a partida. Os encarnados reduzem a diferença pontual para quatro pontos em relação ao Sporting CP, e vencem o eterno rival, em tempo regulamentar, pela primeira vez em 14 confrontos diretos.

    A FIGURA

    Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

    André Sousa (SL Benfica): O guardião encarnado acaba por fazer uma exibição de gala frente à sua antiga equipa.  André Sousa é o homem do jogo, pois evitou que o Sporting CP marcasse por múltiplas vezes.

    O FORA DE JOGO

    Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

    Desinspiração ofensiva do Sporting CP: Embora tenha perdido o jogo apenas por um golo, quem viu o jogo notou, como toda a certeza, uma certa desinspiração nos atletas leoninos. É verdade que encontraram um “super” André Sousa pela frente, mas a magia característica da turma de Alvalade não foi em demonstrada na quadra. Há dias assim.

    ANÁLISE TÁTICA: SL BENFICA

    O SL Benfica dominou o primeiro tempo. Entrou com mais intensidade e teve a arte de marcar três golos, ao contrário daquilo que fez o adversário. Atuou num 3×1 a atacar, com os alas no apoio ao fixo, e o pivot móvel no ataque.

    5 INICIAL E PONTUAÇÕES

    André Sousa (9)

    Rómulo (7)

    Robinho (6)

    Chiskala (7)

    Rocha (6)

    SUBS UTILIZADOS

    Afonso Jesus (6)

    Bruno Cintra (6)

    Rafael Hemni (6)

    Arthur (8)

    Nílson (7)

    Jacaré (7)

    ANÁLISE TÁTICA: SPORTING CP

    A estrutura foi muito idêntica ao SL Benfica. A equipa comandada por Nuno Dias não teve a inspiração de outros jogos, atuando com pouca intensidade no primeiro tempo. Foi à procura de reverter o resultado, mas a recuperação no segundo tempo não foi suficiente.

    5 INICIAL E PONTUAÇÕES

    Gonçalo Portugal (5)

    João Matos (6)

    Merlim (7)

    Tomás Paçó (7)

    Cavinato (7)

    SUBS UTILIZADOS

    Bernardo Paçó (7)

    Erick (6)

    Pauleta (6)

    Pany Varela (7)

    Guerrero (6)

    Waltinho (6)

    Cardinal (6)

    Foto de Capa: Carlos Silva / Bola na Rede

    - Advertisement -

    Subscreve!

    PUB

    spot_img

    Artigos Populares

    Miguel Gato
    Miguel Gatohttp://www.bolanarede.pt
    Há muitos anos que o Miguel tem contacto com o futebol. Desde tenra idade habituado ao nervoso miudinho causado pelo desporto rei, Alvalade acabou por se tornar o palco principal do teatro dos seus sonhos. Jovem aspirante a jornalista e apaixonado pela área da comunicação, escolheu a ESCS para tirar a sua licenciatura. Agora, pretende ganhar asas e rumar até novos palcos.                                                                                                                                                 O Miguel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.