Cabeçalho modalidadesO SL Benfica está a preparar uma equipa com bastantes modificações para a próxima temporada, com a inclusão de muitos nomes sonantes e que têm tudo para poder competir com o plantel fortíssimo que o rival da cidade lisboeta, o Sporting CP, apresenta neste momento. E em boa hora está a ocorrer esta transformação, pois a época 2016/17 correu francamente mal aos encarnados, e daí esta profunda remodelação que as águias estão a proceder nesta modalidade.

Nomes como Robinho, grande craque brasileiro naturalizado russo e que pontificava no FC Dynamo, já com 34 anos mas com muita qualidade ainda, Igor, que é um dos melhores pivots do mundo e vem substituir Elisandro, pois ocupa sensivelmente as mesmas áreas que vai representar o Inter Movistar na próxima temporada.

Uma das grandes contratações para a nova época, Robinho Fonte: SL Benfica
Uma das grandes contratações para a nova época, Robinho
Fonte: SL Benfica

Só para informar os que não conhecem este novo jogador, ele vem do Kairat Almaty, uma das melhores equipas da Europa na atualidade, e antes da transferência para o Cazaquistão esteve bastantes anos ao serviço de uma das melhores equipas do país vizinho, o FC Barcelona.

Também foi contratado um outro pivot, neste caso espanhol, que vem colmatar a saída anunciada de Alessandro Patias, confirmada pelo próprio logo após a derrota com o SC Braga/AAUM e consequente eliminação nas meias-finais do play-off. Chama-se Raúl Campos e chega do El Pozo Murcia, sendo um internacional pela “Roja” e tendo 29 anos.

Os encarnados também conseguiram encontrar um substituto para Bebé, o brasileiro Diego Roncaglio, que chega do Kairat Almaty e vem com o intuito de ter mais tempo de jogo do que aquele que tinha ao serviço do clube cazaque.

Anúncio Publicitário

Para além destes reforços internacionais, o clube vermelho e branco foi buscar dois jogadores com muito potencial e já com provas dadas ao mais alto nível, pois são jogadores que são constantemente chamados pelo selecionador nacional Jorge Braz aos trabalhos da equipa nacional portuguesa. Falo, claro, de Tiago Brito e de André Coelho, que são dois dos bons exemplos do magnífico trabalho que se vai fazendo pela cidade dos arcebispos, e bastante jovens, respetivamente com 25 e 23 anos de idade. Vão ter um período de adaptação, como é natural, mas penso que essa fase vai ser rapidamente ultrapassada.

Esta grande aposta em grandes jogadores portugueses e estrangeiros, de qualidade inequívoca, visa corrigir uma má época, pese embora o Benfica tenha conquistado dois troféus oficiais, a Supertaça e a Taça de Portugal, mas sobretudo tentar equilibrar as contas com o Sporting, que após esta época estavam um pouco desequilibradas, apesar de no confronto direto de 2016/17 os números mostrarem o equilíbrio do costume: em quatro jogos, três empates e uma vitória das águias (na taça passou o SLB mas apenas em grandes penalidades, considerado para efeitos estatísticos como empate).

Com este reequilíbrio de forças a nossa Liga vai ganhar ainda mais prestígio, ao atrairmos grandes executantes para os principais clubes, com os clubes como o Braga ou o Fundão a continuar a potenciar jovens talentos, prevejo um futuro risonho para o futsal no nosso país.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários