cab futsal

Concluída que está a Ronda de Elite da UEFA Futsal Cup, é hora de analisar as hipóteses do representante nacional SL Benfica na final four da principal competição Europeia de clubes, que se irá realizar no decorrer do mês de Abril de 2016. Olhando apenas para os outros três oponentes, é claramente o Inter Movistar que se destaca dos demais, tendo dois jogadores portugueses no seu elenco: o mágico Ricardinho, atualmente o melhor jogador de futsal do mundo e que durante alguns anos encantou os adeptos encarnados, sendo ainda idolatrado no seio da família benfiquista, e o também excelente Cardinal, embora não tão brilhante como o seu compatriota, mas igualmente eficaz, cumprindo na perfeição o seu principal papel de pivô, isto é, marcar golos.

Está aqui apresentado o mais forte candidato ao troféu europeu, não só pelo contingente luso acima descrito, mas pelo seu plantel extremamente forte e equilibrado e pelo forte histórico na competição: já a venceu por três ocasiões – em 2004, 2006 e 2009 -, sendo por isso a formação mais consistente em termos de resultados e o conjunto com mais vitórias desde a criação da prova em 2001, com a particularidade de já não participar desde a época em que perdeu na final com o Benfica (2009/10) por 3-2, após prolongamento.

O SL Benfica é único vencedor português em 2009/2010. Irá a história repetir-se este ano? Fonte: UEFA
O SL Benfica é único vencedor português em 2009/2010. Irá a história repetir-se este ano?
Fonte: UEFA

Este que é, até à data, o único título português na competição. De resto, temos uma equipa russa, o Gazprom Urga Yugorzk, que é uma estreia absoluta na competição, pois só na época transata conseguiu ser campeã nacional, e, por conseguinte, garantir o seu passaporte para a edição deste ano, mas que tem a seu favor o facto de já ter eliminado o campeão em título, o Kairat Almaty (Cazaquistão) na Ronda de Elite e contar nas suas fileiras com alguns jogadores brasileiros naturalizados russos, entre os quais Eder Lima ou Robinho, pelo que deve ser encarada com a máxima seriedade e respeito, caso calhe em sorte ao conjunto encarnado.

E, por fim, o ASD Pescara, que também se estreia na UEFA Futsal Cup, pois também em 2014/15 foi pela primeira vez campeão nacional. Pessoalmente, considero esta a equipa “menos forte” das quatro presentes, embora os clubes italianos historicamente tenham de ser levados em conta, pois já conquistaram uma edição deste troféu, em 2010/11, através do Montesilvano, perante o Sporting CP. Apresentados os adversários do SL Benfica na decisiva final four, é de esperar enorme equilíbrio nas partidas, faltando saber o sorteio, que se deverá realizar algures na primavera de 2016, e também a cidade onde este torneio se irá realizar.

Anúncio Publicitário

Mas, atendendo à qualidade dos adversários, repetir 2010 não vai ser certamente tarefa fácil para as águias; no entanto, como se costuma dizer, tudo é possível. Eu diria que o ideal é evitar o Inter Movistar nas meias-finais, enfrentando logo o Pescara ou o Urga Yugorzk, para depois numa eventual final tentar derrubar o gigante espanhol. Mas, lá está, isto é apenas uma previsão; o mais importante é a equipa de Joel Rocha encarar cada jogo com concentração e máxima ambição, para no fim poder dizer-se que a equipa deu tudo o que tinha e para no fim cá estarmos a elogiar a prestação portuguesa na Champions do futebol de salão.