A CRÓNICA: JOGO LOUCO ACABOU EMPATADO

 

Jogo grande pela liderança no pavilhão João Rocha, entre Sporting CP e SL Benfica – as melhores equipas portuguesas – naquele que é considerado o melhor derby do mundo em futsal, jogo no qual se prevê muito equilíbrio e intensidade, pese embora a ausência de público.

O Benfica entrou melhor, marcando num lance de bola parada em que o árbitro considerou que o guardião leonino Gonçalo Portugal defendeu tocou com a mão na bola fora dos limites da área, cabendo a Robinho a marcação do livre à entrada da área, sendo este marcado com total sucesso pelo internacional russo, quando o marcador registava pouco mais de um minuto decorrido.

A intensidade do encontro notava-se sobretudo pelo elevado número de faltas nos minutos iniciais, um total de cinco nos primeiros quatro minutos, três para o Sporting e duas para o Benfica.

Anúncio Publicitário

O jogo estava um pouco “amarrado”, ou seja, como a equipa verde e branca não estava a conseguir impor a sua qualidade reconhecida nas bolas paradas e só um rasgo individual iria conseguir fazer a diferença neste encontro. Aí apareceu Taynan, marcando um golo de belo efeito a empatar o encontro, com dez minutos disputados. Aquele pé esquerdo maravilha, a não dar hipóteses de defesa a Diego Roncaglio.

Na sequência de uma reposição lateral, Arthur mostrou a sua enorme valia, disferindo um míssil que só parou no fundo das redes sportinguistas, mais um golo de belo efeito do reforço vindo do Barcelona e 1-2 no marcador.

O Benfica ficou “tapado” por faltas nos derradeiros minutos, não podendo cometer mais faltas sob pena de ser assinalado um livre de dez metros contra si.

A menos de dois minutos do intervalo, um “disparate” de Roncaglio acabou por custar bem caro aos encarnados, o guarda-redes brasileiro quis sair a jogar, num lance de contra-ataque e superioridade numérica mas não contava com um corte de bola brilhante e limpo de Pauleta, originando o contra golpe rápido e sem guardião na baliza das águias, levando a um toque no braço de Ivan Chishkala. Após consulta com o árbitro assistente, o árbitro principal decidiu punir o jogador russo com um cartão vermelho direto.

Sporting CP SL Benfica Futsal
Chishkala acabou expulso, num lance que começa com um erro de Diego Roncaglio.
Fonte: SL Benfica

Na sequência do livre, Cardinal acertou em cheio na trave e o resultado manteve-se até ao interregno, sendo que as águias ainda têm alguns segundos para cumprir em inferioridade numérica.

Os segundos iniciais ficaram marcados pela exímia qualidade do Benfica a defender, mesmo em inferioridade numérica. Pauleta também viu um remate seu embater no poste, após um contra-ataque rápido, muito menos comuns que o habitual, dado que Nuno Dias e Joel Rocha se conhecem bastante bem, já são muitos anos e muitos jogos entre os dois treinadores históricos.

A agressividade defensiva manteve-se, com quatro faltas para cada lado na primeira metade da segunda parte. A nove minutos do fim, o Sporting confirmou a sua grande qualidade nas bolas paradas, culminando num ótimo remate de João Matos a empatar novamente o marcador (2-2). Hossein Tayebi conseguiu novamente desequilibrar através de um remate potente com uma colocação cirúrgica no canto da baliza, mais um rasgo individual do internacional iraniano levando o Benfica à liderança pela terceira vez neste encontro, numa altura em que os leões já tinham cinco faltas.

Os últimos três minutos foram marcados pelo guarda-redes avançado do Sporting, tarefa que coube a Alex Merlim. Já no último minuto do encontro, a equipa do leão rampante conseguiu empatar, através de um desvio oportuno de João Matos após remate de Cavinato.

Empate a três bolas que se aceita, dada a enorme valia e o equilíbrio que se verificou no jogo, apesar de os encarnados terem estado em vantagem durante parte do encontro e de nunca terem estado em desvantagem ao longo do encontro.

Assim sendo, os dois grandes continuam empatados no cimo da tabela ao cabo de 11 jogos, com dez vitórias e este empate.

A FIGURA:
Sporting CP SL Benfica Futsal
Fonte: Sporting CP

Intensidade da partida – Mesmo num pavilhão deserto, as duas equipas não acusaram e deram tudo para poder ganhar. Este derby ficará para sempre recordado pelas bancadas totalmente desertas, mas o nível foi o mesmo de sempre e não desiludiu em nada.

 

O FORA-DE-JOGO:
Sporting CP SL Benfica Futsal
Fonte: SL Benfica

Diego Roncaglio – A sua exibição entre os postes foi muito positiva e não seria, por si só, suficiente para figurar aqui. Mas o jogador oscilou entre esses grandes momentos e erros clamorosos, perdas de bola infantis que originaram a expulsão e outros lances perigosos que poderiam ter desequilibrado o jogo a favor do Sporting.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES SPORTING CP
GONÇALO PORTUGAL^(6)
JOÃO MATOS (C) (8)
PAULETA (7)
ALEX MERLIM (7)
CARDINAL (6)

SUBS UTILIZADAS E PONTUAÇÕES

TOMÁS PAÇÓ (6)
ERICK MENDONÇA (6)
DIEGO CAVINATO (7)
PANY VARELA (6)
TAYNAN DA SILVA (8)
ROCHA (7)

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES SL BENFICA

BENFICA
DIEGO RONCAGLIO (6)
AFONSO JESUS (7)
IVAN CHISHKALA (4)
ROBINHO (C) (8)
HOSSEIN TAYEBI (8)

SUBS UTILIZADAS E PONTUAÇÕES

NÍLSON MIGUEL (6)
FÁBIO CECÍLIO (6)
TIAGO BRITO (6)
ARTHUR (7)
RAFAEL HENMI (6)
JACARÉ (7)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome