Cabeçalho modalidadesO Sporting CP participou no passado fim-de-semana na fase principal da UEFA Futsal Cup, conseguindo de forma bastante tranquila o apuramento para a fase de Elite, num grupo disputado em Itália. Logo após a segunda jornada, este apuramento já estava selado, servindo a ronda final para consagrar os leões como vencedores do grupo, com o pleno de vitórias nos três jogos que compunham esta fase.

Agora segue-se a ronda de Elite, para onde o conjunto verde e branco parte com grandes aspirações de poder chegar até à final four, algo a que os adeptos portugueses já estão muito habituados nos anos mais recentes. Em termos de títulos já não é tão comum vermos imagens de representantes nacionais a levantar o troféu mais desejado, aliás, só na época 2009/2010 é que o SL Benfica levou o “caneco” , numa equipa onde pontificavam Ricardinho, Arnaldo, André Lima, Pedro Costa e companhia.

O sorteio da próxima fase realiza-se já esta sexta-feira, estando as 16 equipas presentes divididas em três potes: o primeiro conta com os três representantes das associações com melhor coeficiente da UEFA e também o atual detentor do troféu, respetivamente o Inter Movistar (Espanha), o Kairat Almaty (Azerbaijão), o Dynamo de Moscovo (Rússia) e o campeão europeu em título, o Ugra Yugorsk (Rússia), os seis lideres da fase principal no pote intermédio e os seis segundos classificados no terceiro e último pote. Este desfasamento na composição obriga a restrições, isto é, dois dos quatro grupos na fase de Elite terão um vencedor do seu respetivo grupo mais uma dupla de segundos classificados, fora uma equipa do primeiro pote. Os restantes dois grupos terão o inverso, ou seja, dois líderes e apenas um segundo classificado.

Se jogarem tão bem como em Itália, acredito que podem chegar bem longe Fonte: Sporting CP
Se jogarem tão bem como em Itália, acredito que podem chegar bem longe
Fonte: Sporting CP

O Sporting foi um dos clubes escolhidos para organizar um dos grupos de qualificação para a final. É uma oportunidade de contar com o carinho e apoio dos seus adeptos, que seriam o sexto jogador e certamente iam dar um empurrão bem necessário para tentar tornear os obstáculos que apareçam no caminho.

Ainda iremos descobrir este ano se o Sporting consegue mesmo chegar ao fim, pois é em Novembro que se joga esta fase, e portanto vou decidir “enterrar o machado de guerra” e declarar mais uma vez o meu apoio expresso ao nosso representante, para que tudo nesta competição corra conforme o esperado pelos seus dirigentes e adeptos, até porque sinto que o clima de maior animosidade vivido hoje em dia entre verde e brancos e o meu clube não tem ramificações no futsal, ou pelo menos não tem a mesma expressão que no futebol de 11, principal modalidade praticada por ambos os clubes

Foto de capa: Sporting CP

Comentários