Comecei por destacar, há duas semanas, o “alvo a abater” no campeonato 2019/2020, o atual campeão em título (SL Benfica). Desta feita, vou apresentar a maior ameaça no caminho dos encarnados rumo ao bicampeonato: nada mais, nada menos, que o atual campeão europeu em título, o Sporting CP.

A hegemonia que vinha tendo ao longo dos anos mais recentes em Portugal foi interrompida com a perda do troféu nacional, mas amplamente compensada com a conquista da Liga dos Campeões de Futsal no longínquo Cazaquistão, a primeira vez que uma equipa portuguesa conquista a competição fora de portas (em 2010, o SL Benfica foi campeão em Lisboa).

Para a próxima época, o principal objetivo passa por ganhar todas as competições em que o clube leonino estiver presente, com especial destaque para a reconquista do campeonato nacional. A equipa técnica mantém-se, chefiada por Nuno Dias, que assume a equipa desde a temporada 2012/13, período no qual somou uns impressionantes 16(!) títulos. A pré-época ainda está a decorrer até ao fim deste mês, mas já deu para ver que a equipa leonina não está para brincadeiras e parece decidida a não dar descanso ao seu eterno rival, pois entrou muito forte e autoritário na preparação da nova época desportiva, com a conquista do Torneio Vila de Cascais, com uns impressionantes 20 golos marcados em dois jogos, contra o CRC Quinta dos Lombos (12-1) e o CF ”Os Belenenses” (8-2).

A pré-temporada começou da melhor maneira, com a conquista do Troféu Vila de Cascais
Fonte: Sporting CP Modalidades

Os reforços são apenas dois, mas vêm, ao que tudo indica, acrescentar ainda mais qualidade a um plantel fantástico. Vindo do vice-campeão europeu, Taynan da Silva é um jogador recheado de qualidade, uma contratação sonante há muito anunciada de um jogador brasileiro, mas naturalizado cazaque, e que aos 26 anos dá o salto para Portugal após duas temporadas ao serviço do Kairat Almaty.

Com 25 anos, Pauleta é o outro reforço para esta época. Oriundo da AD Fundão, é um jogador português cheio de qualidades e que era dos jogadores extra “grandes” que mais se destacavam no nosso campeonato, ao ponto de ser convocado para alguns encontros da nossa seleção nacional enquanto esteve no clube da Beira Baixa.

Nesta próxima temporada, os leões já não vão contar com um dos históricos dos últimos anos do futsal português, o algarvio Pedro Cary, que embarcou numa aventura pelo futsal espanhol, mais concretamente no Fútbol Emotion Zaragoza, mas creio que essa ausência de peso será compensada com as contratações cirúrgicas dos dois jogadores acima referenciados.

Foto de capa: Sporting CP Modalidades

artigo revisto por: Ana Ferreira

 

Comentários