O sorteio da final-four da Liga dos Campeões de Futsal ditou uma reedição das duas últimas finais desta prova, que irá ser discutida no pavilhão do Kairat Almaty, no Cazaquistão. Pela frente, o Sporting CP terá os espanhóis do Inter Movistar, onde pontifica o melhor do mundo, Ricardinho.

De todos os três possíveis adversários, é certo que calhou a melhor equipa da Europa e obviamente a mais complicada na teoria, mas também temos que ter em conta que face ao leque de escolhas não havia nenhum adversário teoricamente frágil e apetecível.

Velhos conhecidos, Sporting e Inter irão jogar as meias-finais da renomeada Liga dos Campeões de Futsal
Fonte: Inter Movistar Futbol Sala

Para além destas duas formações, as outras opções eram o FC Barcelona, claramente a segunda equipa mais forte do país vizinho e um tubarão no futsal europeu e a outra hipótese era o clube organizador, vencedor desta competição em 2013 e 2015, sendo que os catalães foram em 2012 e 2014.

Ora, juntando aos cinco títulos de campeão europeu do Inter (2004, 2006, 2009, 2017 e 2018) temos nove títulos em 17 possíveis nesta fase final, e apenas um ainda não conseguiu levantar este troféu, precisamente os comandados de Nuno Dias, que têm andado muito perto de o conseguir (três finais perdidas, em 2011, 2017 e 2018) mas efetivamente ainda não conseguiram colocar este troféu no seu museu, será este ano?

Não sendo simpatizante deste clube, entendo o bem que faria para o futsal nacional a reconquista da Liga dos Campeões, após o SL Benfica a ter ganho em 2010, e por isso serei mais um a puxar pelos nossos representantes nesta competição, quando em Abril se deslocarem à longínqua cidade de Almaty, no Cazaquistão.

Também neste último fim-de-semana ficámos a conhecer os últimos dois adversários de Portugal na fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2020. Para além da República Checa, os outros dois concorrentes vindos da fase preliminar são a Alemanha e a Letónia, numa fase que se discute no próximo mês de Outubro em Portugal, em cidade ainda a definir.

Como campeões europeus, temos que chegar ao Mundial e para isso acontecer é fundamental ganhar este grupo de apuramento, onde somos os claros favoritos. Não só para chegar à Ronda de Elite, mas para provar aos nossos rivais que não descansamos à sombra desse cetro, já que se apuram os dois primeiros classificados de cada agrupamento para a já citada Ronda final.

A par do Campeonato Europeu feminino que se disputa ainda em Fevereiro, estes dois momentos são dos mais importantes para este ano de 2019, no caso do apuramento ou não para o Mundial este só termina em 2020, por isso força a todos os nossos representantes nacionais, sejam eles clubes ou seleções!

Foto de Capa: Sporting CP

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários