Cabeçalho modalidadesJá na temporada anterior escrevi um artigo onde me debrucei sobre a belíssima época que o Unidos Pinheirense vinha fazendo até então e, face ao bom arranque de temporada da turma de Valbom, sinto que está na altura de escrever uma crónica a felicitar os comandados de Pedro Henriques pelo bom começo nesta edição da Liga Sportzone, que marca o regresso aos grandes palcos após a época 2014/15, onde a formação gondomarense acabou no 13º lugar, levando à sua despromoção.

Ora bem, apesar de nem sempre ser fácil o regresso ao principal escalão, o certo é que começou de forma bastante interessante o campeonato, estando no quinto lugar ao cabo de cinco jornadas, com nove pontos em cinco jogos, fruto de três triunfos e duas derrotas. Mas, para além do que a tabela classificativa mostra, acho também pertinente abordar a forma aberta e descomplexada com que o Unidos se apresenta em todos os pavilhões onde atua, espelhada na estatística de golos marcados e sofridos, que mostram 19 tentos apontados e igual número de bolas concedidas.

Apesar da recente crise económica que teve como principal repercussão a saída de dois elementos fundamentais na estratégia da equipa (Israel e Tukinha), e que pode trazer alguma quebra no rendimento, a presente época serve de rampa de lançamento para aquilo que se pode tornar num processo de grande estabilidade no principal escalão do futsal português.

Na imagem vemos os dois jogadores que abandonaram o Unidos, por falta de patrocínios Fonte: Unidos Pinheirense
Na imagem vemos os dois jogadores que abandonaram o Unidos, por falta de patrocínios
Fonte: FC Unidos Pinheirense

Claro que esta temporada, o objetivo passa por assegurar a manutenção nesta divisão e só a partir do próximo ano se poderá, eventualmente, pensar em algo mais, como o apuramento para o play-off. Não digo que esta época não seja possível o apuramento para o top 8, mas creio que a ascensão do Futebol Clube Unidos Pinheirense tem que ser feita de forma faseada, com os pés bem assentes no chão. Desde a época passada que sigo a atualidade deste clube e penso que a equipa tem bastantes condições para poder almejar os lugares cimeiros.

As armas são bastante diferentes em relação ao Benfica e Sporting, mas é possível vermos a equipa de Valbom a lutar por lugares de topo e a ombrear com o Sporting de Braga e com a Burinhosa, entre outros, pelo menos por um lugar entre os quatro melhores. Não é fácil mas, num futuro próximo (dois ou três anos), podemos ter a equipa orientada por Pedro Henriques a pensar em lugares de topo, e talvez conquistar uma ou outra taça de Portugal ou da Liga.

Anúncio Publicitário

Foto de capa: FC Unidos Pinheirense

Artigo revisto por: Francisca Carvalho