A CRÓNICA: BENFICA FOI DOMINADOR E RESULTADO JUSTIFICA-SE

O SL Benfica e a AD Valongo, 2.º e 3.º classificados da Liga Portuguesa de hóquei em patins, defrontavam-se, depois de dois resultados negativos. O início da parte foi equilibrado, mas, aos 10 minutos, o primeiro golo iria chegar para os da casa. A AD Valongo chegou à vantagem, através de Diogo Fernandes.

O SL Benfica acabaria por responder com dois golos, em três minutos. Diogo Rafael e Lucas Ordoñez colocaram os visitantes em vantagem e consumaram a reviravolta (1-2). O fim da primeira parte foi atribulado. No último minuto, as equipas ficaram reduzidas em campo, depois de cartões azuis mostrados ao treinador do Benfica, Alejandro Dominguez, e Carlos Nicolía e ao jogador do Valongo, Rafael Moreira.

Já na etapa complementar, os encarnados alargaram a vantagem num livre direto assinalado a favor do conjunto de Alejandro Domínguez. Lucas Ordoñez foi chamado a converter e não desiludiu (1-3). Valter Neves acabou com as dúvidas no resultado, com dois golos nos minutos seguintes. Os visitantes ficaram a vencer por 1-5 logo ao quinto minuto do segundo tempo.

O melhor que o Valongo conseguiu foi reduzir a desvantagem. Depois de ser travado por Pedro Henriques, na tentativa de conversão de uma grande penalidade, Nuno Araújo atirou a contar (2-5). No entanto, o Benfica acabou por alargar a vantagem nos últimos 10 minutos. Gonçalo Pinto, Diogo Rafael e Lucas Ordoñez – assinando um hat-trick – fecharam o resultado em 2-8.

Anúncio Publicitário

Vitória justa para o Benfica, que sobe, provisoriamente, ao primeiro lugar, com mais um ponto do que o Sporting (com menos dois jogos disputados do que os rivais da Segunda Circular).

A FIGURA

Dinâmica do ataque do Benfica – Marcaram oito e ainda podiam ter sido mais. Foi impossível parar a dinâmica imposta pelos encarnados no movimento ofensivo e na criação de oportunidades.

O FORA DE JOGO

17ª JORNADA – HC BRAGA vs AD VALONGO
CAMPEONATO NACIONAL DA 1ª DIVISÃO

Publicado por Associação Desportiva de Valongo em Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Equipa do Valongo– Apesar do adversário que teve pela frente, a equipa da casa não merecia mais do que o encontro deu. Pareceu sem ideias, quando teve a posse de bola, e errou na defesa…

ANÁLISE TÁTICA – AD Valongo

A equipa de Edo Bosch apostou numa defesa compacta, deixando o domínio do jogo para o OC Barcelos, especialmente na primeira parte. A formação apostou mais no ataque rápido, com o internacional moçambicano Nuno Araújo a pautar o jogo. Muitas vezes, a ter de ceder a iniciativa do jogo, acabou por ficar sem ideias no ataque, à medida que os visitantes avolumavam o resultado.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Ricardo Silva (6)

Nuno Araújo (7)

 Carlos Ramos (6)

Diogo Abreu (6)

Rafael Bessa (6)

SUBS UTILIZADOS

Bernardo Mendes (-)

Nuno Santos (6)

Diogo Barata (6)

Diogo Fernandes (7)

Ruben Pereira (6)

 

ANÁLISE TÁTICA – SL BENFICA

Os encarnados atacaram com três homens, deixando um defesa pronto para qualquer contra-ataque, normalmente Valter Neves. Na parte defensiva, a pressão foi uma constante durante todo o jogo, apresentando uma defesa homem a homem muito compacta. A desvantagem inicial foi o clique necessário para alcançar uma vitória folgada.

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Pedro Henriques (7)

Valter Neves (8)

Edu Lamas (7)

Nicolia (7)

Ordoñez (8)

SUPLENTES UTILIZADOS

Marco Barros(-)

 Diogo Rafael (7)

Aragonès (6)

Gonçalo Pinto (7)

Rampulla (6)

Artigo revisto por Mariana Plácido

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome