cab hoquei

A armada portuguesa chegou a Barcelona com expectativas de vencer a Liga Europeia. O Campeão Europeu, Benfica, e FC Porto lutavam num duelo ibérico frente a Vendrell e à equipa da casa. Um duelo ibérico é sempre escaldante.

O primeiro a entrar em campo foi o Porto. Contra o Vendrell, os dragões entraram determinados e não foi com surpresa que chegaram ao 5-1 na segunda parte. Caio, Jorge Silva (2x), Hélder Nunes e Vítor Hugo mostraram o poderio do Porto. Mas, quando tudo parecia decidido, o Vendrell chegou a assustar, ao reduzir para 5-3. Algo que não passou de um susto, pois Hélder Nunes marcou o sexto golo e levou o Porto à final. Era agora tempo de o Benfica mostrar o seu valor.

O jogo de cartaz opunha a melhor equipa do mundo, o Barcelona, e o campeão europeu, o Benfica. O Benfica até começou a ganhar, graças a João Rodrigues, mas o Barcelona conseguiu dar a volta. Na segunda parte, ambas as equipas tiveram oportunidade de marcar, desperdiçando vários livres directos. Os catalães aumentaram a vantagem, mas o Benfica acabou por cima, ao reduzir por João Rodrigues para 3-2 e ao desperdiçar uma oportunidade flagrante mesmo nos instantes finais. Uma derrota frustrante, pois o Benfica teve oportunidades para conseguir empatar.

 Eitor Egurrola foi uma das figuras do encontro Fonte: Fcbarcelona.es
Eitor Egurrola foi uma das figuras do encontro
Fonte: Fcbarcelona.es

A grande final tinha chegado, e era o Porto que carregava às costas o orgulho lusitano. O pavilhão estava cheio, com um público maioritariamente do Barcelona. Numa primeira parte onde ambas as equipas foram calculistas, os catalães marcaram já perto do final. Mas o Porto chegou ao empate já na segunda parte, com Hélder Nunes a converter um livre directo. Os dragões teriam aí o seu melhor momento no jogo, dispondo de várias oportunidades, todas elas desperdiçadas. Como quem não marca sofre, o Barcelona embalou e conseguiu marcar mais dois golos.

Anúncio Publicitário

No final, o Barcelona vencia a Liga Europeia, em casa. A equipa catalã afirma-se cada vez mais como a melhor equipa do mundo, mas a jogar em casa teve alguns lances nos dois jogos nos quais foram beneficiados. Algo que já não surpreende quando do outro lado está um adversário português. Porto e Benfica deram a luta possível e, com um pouco de sorte, o caneco poderia estar no nosso país.

Comentários