Numa fase de grupos disputada em três dias, no Luso, as equipas portuguesas destacaram-se e conseguiram algo inédito na Liga Europeia. Pela primeira vez, a final four vai ser disputada só por equipas portuguesas. Nove equipas, cinco portuguesas e quatro espanholas, distribuídas em três grupos, lutavam pelas quatro vagas para a fase final. Para além dos três líderes de cada grupo, o segundo melhor classificado apurava-se também para a Final Four.

Em resumo, três cumpriram o objetivo que era expectável. Já o SL Benfica surpreendeu e conseguiu garantir de forma indiscutível o apuramento, no grupo do gigante FC Barcelona.

GRUPO A

Susto no primeiro dia para o FC Porto. Os espanhóis do Noia colocaram-se a vencer por 3-0 ainda na primeira parte, perante alguma desatenção dos dragões. Contudo, os portistas conseguiram compor o cenário e, na segunda parte, completaram a reviravolta, ficando 7-4 no resultado final.

Anúncio Publicitário

O OC Barcelos entrou em campo na segunda jornada, frente ao Nóia. Os espanhóis sabiam que só a vitória interessava, depois de perderem contra os dragões. Num jogo, com várias reviravoltas, o Nóia aproveitou os erros defensivos da equipa minhota e tentou suster como pode os portugueses, mas não só chegou para vencer. A igualdade a cinco levou à despedida da equipa da competição, ao fim dos dois jogos.

No último dia, o duelo lusitano do grupo A realizou-se. O OC Barcelos defrontava o FC Porto e sabia que necessitava de uma vitória para garantir a liderança do grupo. Mesmo que os dragões soubessem que chegava o empate, jogaram para a vitória a maioria do tempo, até que o OC Barcelos, em desvantagem, consegue chegar ao 3-3.

Os barcelenses tentaram até com 5×4 chegar ao tento da vitória que lhes permitissem chegar ao primeiro lugar, mas sem efeito. Dois empates não foram suficientes para assegurar sequer que fosse o melhor segundo classificado e o OC Barcelos caiu tal como o Nóia. Só o FC Porto segue para a Final Four.

GRUPO B

O Sporting CP começou por um triunfo relativamente tranquilo, contra o Reus. Num jogo, com muitas faltas e livres diretos, os leões estiveram sempre na frente dos catalães e venceram por 5-3.

No segundo jogo, o Reus entrou determinado para conseguir ainda manter esperanças no apuramento. Os espanhóis até começaram melhor frente à Oliveirense e puseram-se em vantagem. Só que o desgaste do duelo no dia anterior frente aos leões e a confiança da equipa de Oliveira de Azeméis levaram os catalães a serem goleados por 5-1. Um resultado pesado perante a equipa portuguesa, que se colocava em primeiro lugar pela diferença de golos.

Com três pontos, a UD Oliveirense e o Sporting CP lutavam pela vitória para garantirem o primeiro lugar. Um jogo aberto e com muitos golos à mistura levaram ao 6-6 final, com as duas equipas a gerirem os minutos finais, sabendo que, em princípio, as duas equipas passariam à fase final, como se viria a confirmar.

GRUPO C

O SL Benfica era o único representante português neste grupo e com a tarefa mais complicada. O HC Liceo é um adversário complicado, mas o gigante FC Barcelona era claramente o favorito a passar neste grupo. No entanto, o cenário não se confirmou e começou logo no primeiro dia com o empate inesperado entre as duas equipas espanholas.

Já na segunda ronda, os encarnados entraram em campo perante o conjunto da Corunha e foram dominadores. O Benfica entrou forte e levou o adversário, também desgastado por ter tido jogo no dia anterior, a errar. O conjunto lisboeta conseguiu o que qualquer equipa sonha: não deixar nunca o adversário entrar no jogo. O resultado final comprova-o: 7-2 para o Benfica.

No último dia, o duelo mais complicado dos encarnados avizinhava-se. Os portugueses entravam em vantagem, mas com os culés todo o cuidado é pouco. Por isso, os encarnados entraram fortes e mesmo, sofrendo o empate, no minuto a seguir a terem feito o 1-0, conseguiram chegar ao intervalo a ganharem por 3-1.

Na etapa complementar, houve pressão forte por parte dos catalães, mas a organização encarnada e a ineficácia nas bolas paradas também não ajudaram o Barcelona. Com o passar dos minutos e a diminuição da confiança dos adversários, o Benfica conseguiu engordar o resultado e conquistar uma vitória robusta por 6-2. No meio das confirmações, foi uma boa surpresa para uma equipa a fazer uma fase regular do campeonato dececionante.

A Final Four também vai ser realizada no Pavilhão do Luso, em maio. FC Porto x UD Oliveirense e Sporting CP x SL Benfica são as meias-finais marcadas para dias 15 e 16 do próximo mês.

Foto de Capa: Carlos Silva / Bola Na Rede