logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Hóquei em Patins | Sem Europa, mais uma «pedra» no desenvolvimento?

As competições europeias de Hóquei em Patins foram suspensas. Depois de terem sido terminadas, precocemente na época anterior, em pleno início da pandemia, que consequências vão trazer à modalidade?

A “continuada degradação da situação pandémica, tornando ingerível, mas também uma desvirtuação de cada modelo competitivo” é a justificação do comité da World Skate Hockey, organizadora das competições para a interrupção das competições europeias da modalidade.

Entre os torneios masculinos e feminino, 11 equipas portuguesas iriam marcar presença. Na Liga Europeia competem SL Benfica, Sporting CP, FC Porto, Oliveirense e OC Barcelos. Na Taça WSE, Portugal é representado por HC Braga, Sanjoanense e Riba d’Ave. Já na Euroliga feminina jogam Benfica, CACO e Stuart Massamá, que não chegou a iniciar-se.

O Hóquei em Patins é a primeira modalidade de pavilhão, que suspende as competições europeias. Numa modalidade, em que na Europa é dominada por Portugal, Espanha e Itália, esta situação pode criar ainda mais discrepância, em termos de competitividade entre estes países (em especial os ibéricos) e o resto. Percebe-se que a situação epidemiológica da pandemia justifique a tomada de medidas, mas não poder-se-ia planeado outro tipo de formato de competições para evitar esta situação de indefinição. A reformulação dos torneios europeus de clubes, que ainda vai ser anunciada pela World Skate Hockey, revela falta de preparação dos organizadores para se evitar o nevoeiro que impera no Hóquei em Patins, para um agravamento da situação que já vinha a ser previsto desde o verão.

A última edição concluída foi em 2018/19, vencida pelo Sporting, numa final ganha ao FC Porto.

E que solução vai ser implementada? Deixar clubes apurados de fora e reduzir o número das equipas? Fazer cair as fases de grupo e jogar apenas a uma mão? Ou concentrar vários “grupos de partida”, num local e com poucos dias de diferença, como se tratasse de uma Final Four? A primeira parece ser a solução mais injusta, mas há algo que parece que vai acontecer, seja qual for a solução: o distanciamento dos adeptos e dos apoiantes da modalidade, já afastados infelizmente, dos pavilhões.

Foto de Capa: Federação de Patinagem de Portugal

Curioso em múltiplas áreas, o desporto não podia escapar do seu campo de interesses. O seu desporto favorito é o futebol, mas desde miúdo, passava as tardes de domingo a ver jogos de basquetebol, andebol, futsal e hóquei nacionais.

Curioso em múltiplas áreas, o desporto não podia escapar do seu campo de interesses. O seu desporto favorito é o futebol, mas desde miúdo, passava as tardes de domingo a ver jogos de basquetebol, andebol, futsal e hóquei nacionais.

FC PORTO vs CD TONDELA