Anterior1 de 2Próximo

Foram sete as equipas portuguesas que estiveram em grande destaque nos grandes palcos do Hóquei em Patins Europeu, entre Liga Europeia e WS Europe Cup (a antiga Taça CERS). Tivemos um dia de muitos altos e baixos. Muito resumidamente podemos contar com três vitórias, um empate e três derrotas – uma ditou mesmo o afastamento de uma das equipas em competição.

Temos ainda seis formações portuguesas nas provas europeias e todas elas com excelentes chances de chegar às respetivas Final Four e assim esperamos que o nosso Hóquei em Patins esteja bem representado na fase decisiva das competições. Enquanto não chega “essa tal fase final”, olhemos para aquilo que se passou neste dia nos jogos das equipas lusas.

CÀNDID BALLART DISSE “NÃO” AO EMPATE LEONINO

Uma vitória levava o Sporting CP direto para a Final Four da Liga Europeia, mas os destinos do jogo assim não o quiseram. Agora as contas neste grupo estão mais do que abertas para, pelo menos, três equipas ainda pensarem em estar nos melhores quatro da Europa: Sporting CP, Reus Deportiu e Amatori Wasken Lodi.

Os leões entraram mal na partida e a primeira parte foi toda dos espanhóis do Reus. Dois remates, ou bombas mesmo face à violência do remate, exteriores foram fundamentais para dois golos dos catalães. Depois o terceiro coube num canto da baliza de Girão, após uma falha inacreditável por parte da defensiva verde e branca.

O segundo tempo foi todo para o Sporting, mas a eficácia estava muito abaixo do normal, tal como nos primeiros 25 minutos, muito graças aos postes e também a Càndid Ballart, guarda-redes do Reus. Dois golos de Gonzalo Romero foram insuficientes para anular a vantagem espanhola.

Gozalo Romero ainda deu vida aos leões, mas acabou por ser insuficiente
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

No final do jogo, o marcador mostrava 2-3 e o Reus Deportiu ocupa agora a 2.º posição do grupo. Depois da vitória do Amatori Wasken Lodi, os leões ocupam agora o terceiro lugar do grupo com os mesmos sete pontos do que o Reus Deportiu… uma péssima notícia para quem era líder à entrada para esta jornada.

UM JOGO QUE VALEU PARA O SUSTO, MAS TAMBÉM MAIS LIDERANÇA

Mais um jogo entre portugueses e espanhóis, porém, desta vez, foi disputado na cidade Invicta. O FC Porto queria vencer o segundo classificado, CE Noia, e ficar ainda mais líderes deste Grupo B. Os azuis e brancos começaram muito bem a partida ao alcançarem uma vantagem de dois golos, mas a equipa catalã não baixou os braços e surpreendeu.

O CE Noia conseguiu empatar em três minutos, gelando o Dragão Arena. Mas apareceu, três minutos depois, Rafa para desfazer o empate. No fim, para sentenciar a partida, foi Gonçalo Alves a conseguir fazer o 4-2 na conversão de um penalti. Ainda houve confusão nestes minutos finais entre Marti Zapater, guarda-redes do CE Noia, e Gonçalo Alves, mas tudo foi resolvido.

Os portistas são líderes do Grupo B com nove pontos, mas dois do que o segundo classificado, o CE Noia. O HRC Monza com a vitória nesta quarta jornada passa também a somar os mesmos pontos que os catalães do CE Noia (sete pontos) e a luta pelos Quartos de Final da Liga Europeia neste grupo também promete dar que falar.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários