Cabeçalho modalidadesHoje discutiu-se mais um jogo da principal liga de hóquei em patins, disputado no pavilhão Jácome Ratton, entre as formações do Sporting Clube de Tomar e a Associação Juventude de Viana. Foi um jogo bastante bem jogado e onde a incerteza no marcador pairou até aos momentos finais, acabando o resultado final por ser um pouco mais gordo do que o encontro demonstrou.

Na primeira metade, o Sporting entrou bem na partida, começando logo com o golo na abertura, por intermédio de João Alves. A equipa vianense não se foi abaixo e empatou sensivelmente a meio, mas os leões demonstraram toda a sua resiliência para voltar ao comando das operações, levando o jogo para o intervalo com uma vantagem mínima de 2-1, no primeiro de três golos de Ivo Silva, indiscutivelmente uma das figuras neste frente a frente.

Na segunda parte a toada de jogo foi basicamente a mesma, com a equipa vinda de Viana do Castelo a procurar um golo que permitisse chegar ao empate, mas com a formação nabantina sempre na procura de ampliar a sua magra vantagem. O empate concretizou-se com um golo de Diogo Fernandes, ele que já nos 25 minutos iniciais tinha marcado o tento da sua equipa. Com o resultado empatado, teve que ser a formação orientada por Nuno Domingues a procurar mais uma vez a vantagem, que chegou através de um livre direto, superiormente executado por Ivo Silva. Parecido com este golo foi o tento que o herói deste jogo apontou, em mais um livre direto a castigar a décima falta do conjunto nortenho. Mais uma vez, grandiosa marcação do elemento da equipa da casa e estava feito o 4-2.

O grande destaque do jogo de hoje: Ivo Silva, que veste a camisola número 9 Fonte: SCT
O grande destaque do jogo de hoje: Ivo Silva, que veste a camisola número 9
Fonte: SCT

Perto do fim, destaque para a jogada magnífica que resultou no 5-2 final, totalmente comandada e concluída por David Costa. Com este resultado, os adversários de hoje trocam de posições, com o Sp. Tomar a subir para a sétima posição, podendo ainda ser apanhado na tabela pela equipa açoriana do Candelária, caso esta vença o jogo de hoje o Riba D’Ave. Até ver, a formação de Tomar parece ter argumentos para lutar pelos oito melhores classificados, mas ainda é um pouco cedo para fazer análises desse tipo.

Foto de capa: SCT

Anúncio Publicitário

Artigo revisto por: Francisca Carvalho